Por que você sente coceira nas pernas ao correr

Confira as causas desse fenômeno e quem está mais propensa a ele

Por Giovana Santos Atualizado em 18 jul 2022, 13h48 - Publicado em 2 ago 2022, 08h48

Quando você decide correr um pouco depois de semanas (ou até meses) parada, é comum que situações nada agradáveis deem as caras: suor que entra nos olhos, músculos que queimam, pés que começam a ter bolhas… Mas e a coceira nas pernas, você já sentiu? Será que é motivo de preocupação? Entenda:

COCEIRA NAS PERNAS AO CORRER. O QUE PODE SER?

De acordo com o médico angiologista e cirurgião vascular Thiago Rocha, existem muitas causas para esse problema. Ela cita, por exemplo, alergia ao tecido da roupa de treino e até a chamada “alergia ao calor”, que consiste em uma vasodilatação excessiva dos vasinhos que temos para controlar melhor a temperatura do corpo.

“Algumas pessoas sofrem com isso, mas não é nada grave. E pode passar ao acabar a atividade física”, ele diz. Além disso, talvez seja interessante investigar possíveis alergias a alimentos, como ao próprio whey protein.

“Se a explicação for apenas vasinhos, algo transitório que passa com o tempo, ou se estiver relacionada à alergia, o controle do agente causador pode solucionar o problema”, explica o angiologista.

QUANDO PROCURAR UM MÉDICO?

Caso você já seja portadora de varizes ou microvarizes, a coceira pode ser um sinal de agravamento. Principalmente se vier acompanhada de sintomas como peso nas pernas, cansaço e queimação. Aí, vale visitar um especialista.

“Em nenhum dos casos você deverá deixar de praticar o exercício mas, como cirurgião vascular, é necessário orientar que as varizes são uma doença e necessitam de algum tipo de cuidado, ao menos de orientações”.
Entre as principais, ele destaca o descanso das pernas após os exercícios e colocá-las para o alto para melhorar o retorno venoso.

Continua após a publicidade

Publicidade