Dia Mundial do Veganismo: saúde e beleza longe da exploração animal

No Dia Mundial do Veganismo, especialistas dão alternativas para manter a alimentação e a beleza longe de qualquer derivado animal

Por Da Redação Atualizado em 30 out 2020, 17h35 - Publicado em 1 nov 2020, 09h00

Hoje, dia 1 de novembro, é comemorado o Dia Mundial do Veganismo. A data, criada em 1994 por Louise Wallis, presidente da Vegan Society da Inglaterra, tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre todas as formas de exploração e de crueldade animais, seja na alimentação, beleza, vestuário ou qualquer outro aspecto de nossas vidas. Atualmente, o número de pessoas que vêm adotando o estilo de vida cresceu muito. Só no Brasil, já são mais de 7 milhões de pessoas que seguem o vegetarianismo ou veganismo.

De acordo com a nutricionista Luna Azevedo (@lunanutri), especialista em alimentação plant-based e incentivadora da alimentação consciente, o primeiro passo para adotar o veganismo é não radicalizar, já que ele se trata de uma filosofia de vida. “Ser vegano é muito mais do que parar de comer carne. É ter outra perspectiva sobre o meio ambiente, os animais à sua volta e o próprio bem-estar, já que a rotina fica mais leve e saudável”, ressalta.

Aposte no cardápio vegano

Várias são as formas de começar. Pronto para embarcar? A nutri listou algumas dicas para você adaptar o seu cardápio no dia a dia:

  • Café da manhã

Batido de proteína: bata 1 xícara de leite de amêndoas sem açúcar + 1 scoop de proteína vegana + 1/2 banana + 1 xícara de fruta preferida (fresca ou congelada) + 3 a 5 cubos de gelo opcionais.

Batido de proteína com tofu e frutas vermelhas: faça um smoothie de proteína vegana (como descrito acima), e bata com tofu e frutas vermelhas congeladas.

  • Refeições principais:

Hambúrguer vegano e salada de grão-de-bico e quinoa: faça um hambúrguer vegano. Aprecie com 2 xícaras de tabule, quinoa e grão-de-bico.

Salada para energia: misture verduras e legumes com abacate, tofu, feijão branco, grão-de-bico e 2 colheres (sopa) de molho vinagrete.

Prato oriental: tofu salteado com legumes. Sirva com 1 xícara de arroz integral.

Tofu assado: sirva com brócolis assado e 1 xícara de grãos integrais cozidos.

  • Lanches intermediários

Amêndoas e pera: 1 pera picada com 1/4 xícara de amêndoas.

Veggies e homus:  desfrute de legumes variados cortados em palitos com homus.

Cubos de queijo vegano com laranja: 1 palito de queijo e uma laranja cortada em cubos.

Iogurte vegano e sementes de girassol: 1 potinho de iogurte + 2 colheres (sopa) se sementes.

Continua após a publicidade

Chás: hibisco e chá verde

Beleza vegana

Mas e com relação à beleza? É possível manter uma rotina de pele apenas usando ativos orgânicos e veganos? A resposta é sim.

Segundo a dermatologista Luiza Archer (@draluizaarcher), especialista em cosmetologia natural e adepta a métodos e tratamentos à base de ativos naturais e veganos, é possível buscar alternativas de produtos com ativos naturais e ainda fazer receitas caseiras, longe de qualquer derivado animal, para auxiliar a pele durante a rotina.

As flores carregam todos os princípios ativos de uma planta e possuem funções terapêuticas no organismo. Segundo a dermatologista, que leva a filosofia para seus pacientes, elas possuem princípios ativos e trazem benefícios como tonificação, nutrição, regeneração celular e revitalização da pele. Além disso, são ricas em polifenóis, substância esta que age contra os radicais livres, impedindo o envelhecimento precoce.

A Dra. Luiza indicou as melhores opções de flores para você adotar em sua rotina de pele:

Rosas: podem ser utilizadas como tônico na forma de hidrolatos, para prevenir o envelhecimento precoce e aliviar a vermelhidão das peles sensíveis;

Camomila: ação calmante e anti-inflamatória para a pele, pode ser utilizada como compressa gelada, como óleo essencial (diluído em algum veículo carreador), e está presente em produtos capilares para clareamento dos fios;

Girassol: pode ser utilizado como óleo vegetal (prensado a frio), com ótimo efeito hidratante, prevenindo estrias e o envelhecimento precoce da pele;

Calêndula: com ação calmante, anti-inflamatória e cicatrizante, costuma ser incorporada em produtos faciais para acne, rosácea e prevenção do envelhecimento precoce da pele;

Cravo: tem potencial antifúngico e antisséptico. É utilizado como óleo essencial (diluído em algum veículo carreador), útil no tratamento de micoses e dermatite seborreica.

Gerânio: combate o envelhecimento e possui ação adstringente, indicado no tratamento da acne e na prevenção do envelhecimento precoce da pele, além de amenizar os sintomas da TPM. Costuma ser utilizado como tônico na forma de hidrolato e como óleo essencial (diluído em algum veículo carreador);

Lavanda: ação cicatrizante, antisséptica e calmante, costuma ser utilizada como tônico na forma de hidrolato, como óleo essencial (diluído em algum veículo carreador), e é frequentemente associada a outros ativos em produtos para rosto e corpo.

Seja para alimentação ou para a beleza, é indispensável procurar um profissional da área para que você possa adaptar o seu novo estilo de vida longe de qualquer exploração animal.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade