4 truques para emagrecer sem abrir mão do prazer

Esqueça qualquer cardápio restritivo. A nutrição comportamental, um novo movimento que valoriza o prazer à mesa, ensina como emagrecer comendo o que você gosta

Por Eliane Contreras Atualizado em 28 out 2016, 04h30 - Publicado em 18 out 2015, 12h55

Sim, dá para você cuidar das medidas do seu corpo sem abrir mão do que gosta, segundo a nutrição comportamental – um movimento recente no Brasil, que defende o prazer à mesa. Mas, claro, são necessárias mudanças no cardápio (nada muito complicado) e na forma de comer, como mostram (ao lado) duas nutricionistas adeptas dessa linha.

1. A quantidade que você come é tão ou mais importante do que aquilo que coloca no prato. Para ter esse controle, preste atenção (e respeite) nos sinais de fome e saciedade – pare antes de ficar estufada!

2. Os lanches intermediários ajudam você a moderar nas principais refeições, mas maneire neles também. É um bom momento para investir nas frutas, além de beber mais água e chás preparados com sachê ou, melhor, ervas secas ou frescas a granel.

3. As escolhas inteligentes devem fazer parte da sua rotina: um alimento precisa nutrir e saciar – ou seja, não se preocupe só com as calorias. Avalie a quantidade de fibras, gorduras boas e sódio.
 

4. Os pratos e bowls pequenos podem ser grandes aliados: estudos mostram que eles induzem você a reduzir até 30% das porções e se sentir satisfeita com essa quantidade.

Fontes: nutricionistas Fernanda Timerman e Samantha Macedo, da Nutrição Comportamental – Uma Nova Abordagem da Nutrição.

Continua após a publicidade

Publicidade