Fritar os legumes no azeite extravirgem é melhor do que cozinhar, diz estudo

Sim, este novo estudo promete fazer com que você mude (completamente!) os seus conceitos sobre fritura

Por Redação Boa Forma - Atualizado em 28 out 2016, 02h42 - Publicado em 22 jan 2016, 13h15

Se você é da turma que aboliu a fritura do cardápio, nós temos uma notícia importante: um novo estudo, realizado na Espanha, revela que fritar os vegetais no azeite extravirgem é mais saudável que cozinha-los. Isso acontece porque o azeite aumenta a capacidade antioxidante de certos alimentos. O que, em longo prazo, ajuda a prevenir doenças como câncer, diabetes e perda de visão.

O objetivo da pesquisa foi analisar os efeitos de vários métodos utilizados no preparo dos alimentos. Os pesquisadores descobriram que legumes como batata, tomate, abóbora e berinjela têm suas propriedades benéficas amplificadas, quando fritas no azeite – mais até do que quando cozido em água.

Para Cristina Samaniego Sanchez, co-autora e professora da Universidade de Granada, a fritura é o método que produz os maiores aumentos associados na fração fenólica, o que significa uma melhoria no processo de cozimento. Contudo, vale ressaltar que, apesar de potencializar alguns alimentos, isso não significa que as comidas são menos calóricas.  Os resultados foram publicados na revista científica Food Chemistry.

Publicidade