“Passei a fazer minha própria comida e reduzi 6% da gordura corporal em 90 dias”, diz culinarista fit

Comprar panelas, escolher os alimentos certos e encarar o fogão foi um grande desafio até Gabi Castejon, do FarofaFit, colocar em prática e perceber que não é tão difícil assim

Por Deise Coelho Atualizado em 22 out 2016, 20h57 - Publicado em 15 jul 2016, 11h07

Em 2014, decidida a participar de uma meia maratona, procurei uma nutricionista para abaixar o percentual de gordura corporal e conseguir um bom desempenho durante a prova. Como a meta era bastante agressiva – tinha menos de 90 dias para descer de 21 para 15% de gordura – a especialista recomendou que eu deixasse de comer produtos ultraprocessados e passasse a cozinhar para mim mesma, além de, claro, intensificar os treinos. 

Leia também: Tudo o que você precisa saber se pretende correr uma meia maratona.

Na época, eu detestava a ideia de ir para a cozinha, não tinha nem panela em casa. Mas como me comprometi com a meta, fui comprar os acessórios e colocar o plano em prática.  O mais incrível disso tudo é que descobri uma paixão que nem sabia que existia dentro de mim, pois nunca nem se quer tinha me permitido a ter a experiência. 

A sopa de cacau vegana, abaixo, foi uma das primeiras receitas que testei: 

https://www.instagram.com/p/BCWW8vHOucI/

Continua após a publicidade

 

Me apaixonei pela alquimia da cozinha, pela mistura de ingredientes e texturas, passei a criar receitas novas para mim e também para compartilhar com as amigas. O próximo passo foi aprimorar minhas técnicas no Natural Gourmet Institute, em NY, onde aprendi ainda mais sobre os alimentos naturais e seus poderes (do bem!) em nosso corpo.

Além de descobrir um novo hobby, ao final dos 86 dias eu não só fiquei mais leve para minha meia maratona, como também passei a ter uma vida ainda mais saudável. Antes, eu tinha dores de cabeças e indisposições estomacais frequentes, tinha gripe umas 4 vezes por ano e achava tudo isso normal. Mas a verdade é que estes são sinais que o corpo nos dá de que algo não está indo tão bem. 

Cozinhar é mesmo um ato de amor, pois passamos a ter consciência e controle da pureza do combustível que damos ao nosso corpo e passamos a alimentar o amor por nós mesmos. Que tal experimentar você também? Aqui vão algumas dicas para você dar os primeiros passos: 
 

  1. Comece a cozinhar com ingredientes que você gosta muito. O sabor vai te fazer voltar à cozinha.
     
  2. Escolha receitas fáceis e práticas para não desanimar, assim perceberá que pode ser fácil e gostoso cuidar de você.
     
  3. Cozinhe um mesmo ingrediente para várias refeições, mudando um tempero ou uma misturinha (ex.: ao fazer uma carne moída, tempere uma porção com mostarda, outra misture com cenoura cozida ralada).
     
  4. Se não puder cozinhar todos os dias, separe um tempinho para cozinhar para a semana toda, congelando nas porções, deixando somente para aquecer no dia.
     
  5. Siga perfis nas redes sociais para se inspirar em novas receitas gostosas e saudáveis! 

 

Continua após a publicidade

Publicidade