Crioterapia: método para emagrecer é moda entre famosos

Você teria coragem de entrar em uma câmara de refrigeração mais fria do que a Antártida? Pois saiba que essa moda está conquistando muitos adeptos na Europa e nos Estados Unidos com a promessa de queimar as gordurinhas e rejuvenescer o corpo

Imagine a cena: entrar em uma câmara congelada – temperatura de 15°C abaixo de zero, tomar um banho de nitrogênio líquido e, depois de um choque térmico, sair com uma sensação ótima. Parece estranho, mas a crioterapia virou febre entre os famosos que desejam queimar as gordurinhas e rejuvenescer.

Os primeiros a experimentar as chamadas câmaras criogênicas foram os jogadores de futebol e Rugby da Europa. Os esportistas apostam no método para melhorar o desempenho no esporte. Atualmente, Cristiano Ronaldo é o adepto mais famoso do tratamento. Nos Estados Unidos, os jogadores de basquete LeBron James e Shaquille O’Neal são fãs da crioterapia. Mas, não pense que os atletas são os únicos beneficiados. O método promete o rejuvenescimento das células do corpo e efeito anti-idade, o que chamou a atenção de celebs como Lindsay Lohan, Kate Hudson e Demi Moore.

A ideia da cápsula mágica parece maravilhosa. Mas não se iluda! O dermatologista Adriano Almeida, de São Paulo, ressalta que não são todas as pessoas que podem fazer o tratamento. “Quem precisa perder muito peso, por exemplo, não vai conseguir eliminar todas as calorias de uma só vez. Se a pessoa tem alguma doença autoimune, como a síndrome de Raynaud, ela pode necrosar as extremidades. Ou até no caso de um ferimento, ela também não pode ter uma péssima experiência, porque a cápsula pode transmitir doenças”, explica.

A grande preocupação, segundo ele, deve ser com as possíveis queimaduras na pele. “O gelo pode queimar tanto quanto fogo e também causa um ressecamento exagerado na região em que ele é aplicado. Por isso, quem vai apostar no procedimento deve se preocupar muito com a hidratação”. O tratamento ainda é muito caro – cada sessão custa, em média, 90 dólares. E para ter os efeitos desejados, você precisa de 4 a 5 sessões por semana. Fez as contas? O preço é salgado.

Origem oriental

Criada em 1970, no Japão, pelo Dr. Toshima Yamauchi, a crioterapia tinha o objetivo de aliviar dores musculares e tratar doenças – reumatismo e artrite. Depois de onze anos de pesquisa, Yamauchi descobriu que o seu tratamento também oferecia outros benefício para o corpo, como por exemplo, rejuvenescimento das células, diminuição das inflamações do organismo e tratamento de lesões.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s