Boa Beleza, por Larissa Serpa As novidades do universo de beleza (e algumas belas reflexões)

Centro capilar: a tendência de “salões” dentro de clínicas dermatológicas

Muitos dermatologistas já integraram às seus consultórios um espaço dedicado ao tratamento dos cabelos

Por Larissa Serpa Atualizado em 7 out 2021, 19h55 - Publicado em 8 out 2021, 11h00

Eles são os médicos responsáveis por tratar problemas de cabelo, então faz sentido que os dermatologistas estejam agora integrando “salões” de tratamento em seus centros dermatológicos, certo?

É claro, quando o objetivo é um corte ou um tratamento mais superficial, o profissional indicado ainda é o cabeleireiro mas o dermatologista possui os aparatos médicos para tratamento mais profundos nas hastes (os fios de cabelo), se você precisa de uma hidratação mais profunda, por exemplo. Além disso, ele vai saber tratar questões mais profundas como dermatite seborreica, queda capilar ou afinamento do volume — tudo que está relacionado ao couro cabeludo. Além disso, eles

É por isso que a tendência de centros capilares dentro de clínicas dermatológicas está cada dia mais em alta e a Clínica Dr. Otávio Macedo é uma das primeiras a embarcar nessa onda. “Aqui, a gente consegue ter uma visão mais completa do que a paciente precisa, tratar os cabelos de dentro pra fora”, diz Karine Cade, dermatologista da clínica.

.
A clínica, repleta de obras de arte, entre esculturas e quadros, é descrita como uma clínica dermatológica dentro de uma galeria de artes Google/Reprodução

Os tratamentos são focados no combate à queda de fios, cabelos finos, cabelos quebradiços ou com químicas e dermatites (como o caso de quem sofre com caspas).

E, mesmo se você quer apenas fazer uma hidratação mais profunda, os centros capilares ainda contam com uma vantagem extra: o atendimento é individualizado e com uma paciente de cada vez, então você pode fugir do ambiente cheio e barulhento de salão, se essa não é sua praia.

O TRATAMENTO

valor de ozonio
O vapor de ozônio entra em uma das etapas do tratamento dos fios AleksandarNakic/Getty Images

Para os casos mais graves, como quedas, afinamentos e dermatites, o paciente passa primeiro por exames de tricoscopia (análise do couro cabeludo com uma câmera de aumento) e de sangue, para determinar a causa e associa o tratamento com os cuidados no salão.

Para quem só quer um up no visual, como meu caso, o encaminhamento é direto para o tratamento no centro capilar.

Continua após a publicidade
  • Luz de led

Primeiramente, você fica em repouso por cerca de 20min em uma maca com a incidência de luz de led vermelha na cabeça. A onda dessa luz tem o comprimento perfeito para atingir o bulbo capilar, de onde nascem os fios, fazendo com que eles entrem diretamente para a fase anágena (a de de crescimento). Nesta fase, as células da matriz do folículo se proliferam intensamente para produzir o fio de cabelo. Com isso, os novos fios nascerão mais fortes e grossos, dando mais volume e brilho — um estudo científico de 2017 descobriu que as mulheres que receberam terapia de luz vermelha viram um aumento de 51% na contagem de fios de cabelo.

  • Lavagem com produtos manipulados

Outra vantagem de cuidar dos fios nos centros capilares: os produtos utilizados são feitos sob medida por uma farmácia de manipulação, com os ativos pedidos pelo médico dermatologista. Para mim, foi utilizado um shampoo que trata a oleosidade. A aplicação ainda é associada a uma massagem no couro cabeludo — outra técnica para aumentar a circulação sanguínea e deixar os fios mais volumosos e bem-tratados, já que com mais sangue correndo pelos bulbos, eles recebem mais oxigenação e nutrientes, deixando os fios mais brilhosos e saudáveis.

  • Vapor de ozônio

Depois, é aplicada uma máscara capilar que é seguida de 20 minutos no vapor de ozônio. Esse vapor tem o poder de abrir as cutículas das hastes capilares, permitindo que os ativos penetrem mais profundamente nos fios e os trate de dentro para fora.

Após a retirada do produto, o cabelo é finalizado com uma escova.

IMPRESSÕES DA EDITORA

Eu achei a experiência inovadora. Nunca tinha pensado nisso antes mas faz total sentido incluir um “salão individual” dentro de uma clínica dermatológica para tratar os fios. E, para mim que não sou muito fã do ambiente de salões, a experiência foi muito relaxante, além do meu cabelo ter ficado lindo e hidratado — com um resultado que eu senti que durou por muito mais tempo que os tratamentos mais superficiais.

 

*para participar dessa coluna, envie um e-mail para larissa.serpa@abril.com.br

Continua após a publicidade
Publicidade