Tudo sobre Mindfulness, por Luiza Bittencourt

Como lidar melhor com os desafios da vida

"Quando estamos mais presentes nas nossas experiências sem julgamentos, criamos um espaço maior entre o que sentimos e o que fazemos com isso"

Por Luiza Bittencourt Atualizado em 12 Maio 2021, 20h26 - Publicado em 19 Maio 2021, 09h00

Estamos enfrentando muitos desafios em tempos de pandemia, mas os momentos complicados da vida sempre existiram e sempre existirão. Se, muitas vezes, não podemos mudar as situações, o que podemos fazer então? Podemos mudar a forma como reagimos a essas situações — isso sim está no nosso controle.

A prática de Mindfulness nos traz isso: curtir mais os momentos agradáveis e a ter mais jogo de cintura, resiliência, calma e equilíbrio emocional para lidar com os desafios da vida. Quando estamos muito estressados, ansiosos ou com medo, agimos de forma automática e reativa ou até nos sentimos paralisados. Quando estamos mais presentes nas nossas experiências sem julgamentos, criamos um espaço maior entre o que pensamos/sentimos e o que fazemos com isso.

Aqui vão algumas dicas que me ajudaram muito desde que comecei a praticar atenção plena:

1- Viver o momento presente

Quando estamos vivendo um momento desafiador, é muito normal a ansiedade bater com mais força. E gastamos uma energia enorme sofrendo com o futuro, com coisas que talvez nem aconteçam. E esquecemos de viver o momento presente que é onde a nossa vida acontece.

Quando percebo um pensamento de ansiedade, um sofrimento antecipado, sempre digo para mim mesma “calma, isso ainda não está acontecendo. Esse é o problema da Luiza de amanhã” (ou da semana que vem, daqui a um ano, e por aí vai). Percebo a mente ansiosa e não brigo com ela. Apenas volto gentilmente a atenção para o momento presente, para o que estou fazendo. Sua mente vai insistir em viajar pelo futuro ou remoer o passado, então é uma prática constante trazer a sua atenção de volta com gentileza, sem brigar com você mesmo(a). Quantas vezes precisar.

Continua após a publicidade

2- Intensificar o autocuidado

Quando um amigo está passando por um momento complicado, o que você faz? Dá mais atenção, paparica a pessoa… Então, faça isso pelo seu melhor amigo, que é você mesmo. O que você precisa nesse momento? O que te faz bem, o que alivia seu coração? Faça atividades que você ama, mesmo que por alguns minutos por dia. Medite! Cinco minutos cada vez que você se sentir estressado já fará muita diferença (tem meditações curtinhas lá no meu canal do youtube para vocês ouvirem!).

3- Se permita sentir

Ninguém precisa ser forte e alto astral o tempo todo, isso nem é possível. Se precisar se recolher, ficar mais quietinho(a), faça isso. É normal, faz parte de ser humano. Não jogue as emoções mais desafiadoras (tristeza, ansiedade, etc.) para baixo do tapete. Você não curou e deixou ir, apenas escondeu em algum cantinho dentro de você. E aquilo vai acumulando, acumulando… e uma hora a conta chega.

Respeite seu corpo e sua mente, nesses momentos é preciso e muito produtivo descansar mais e recarregar suas baterias. Os momentos e emoções mais desafiadores trazem muitas reflexões e aprendizados. Se permita desacelerar, reorganizar e reestruturar.

4- Coloque a gratdão em prática

Ser uma pessoa mais grata mudou muito minha vida. Não é falar “gratidão”, é sentir. Faça uma caixinha ou diário da gratidão e, antes de dormir, escreva pelo menos 3 coisas que te fizeram sentir gratidão. Das coisas mais simples (as pequenas grandes coisas da vida!) e as grandes também. Focamos muito no que falta, focamos na vitimização, na reclamação. E atraímos o que vivemos, ficamos presos nessa energia baixa.

Pode ser um dia bonito, comer algo que você ama, conversar com alguém que você ama, ter um momento de autocuidado, conseguir incluir a meditação na rotina, ter água para beber, ter uma casa, saúde, um trabalho…. enfim, olha quanta coisa. Enquanto você está respirando, tem mais coisas certas do que erradas na sua vida.

Espero que tenha ajudado vocês! Assim, viveremos apesar dos desafios e não em função deles.

Continua após a publicidade
Publicidade