Saúde no Trabalho, com Bianca Vilela A fisiologista do exercício Bianca Vilela dá dicas de exercícios e abordagens para melhorar a saúde no trabalho

A boa e velha gestão do tempo!

Como eliminar distrações no trabalho e acabar com a sensação de improdutividade?

Por Bianca Vilela @biancavilelaoficial Atualizado em 20 Maio 2022, 13h42 - Publicado em 22 Maio 2022, 08h39

Não importa se o modelo é presencial, remoto ou híbrido. Vivemos com a impressão de que estamos constantemente atrasados, acumulando pendências e sem tempo para descansar e fazer aquilo que nos dá prazer. Acontece com você também? Essa percepção não é de hoje, mas parece que se intensificou com a pandemia, o isolamento e as mudanças na rotina que afetaram praticamente todo mundo nos últimos anos. É claro que o tempo continua passando no ritmo de sempre, mas com a perda de limites entre vida profissional e pessoal, a dificuldade de organizá-lo de modo satisfatório vem mexendo com nossa saúde, nosso bem-estar e o rendimento no trabalho, que também fica prejudicado. 

Estar atento à rotina e às distrações que existem no ambiente de trabalho, e saber lidar com elas para que não roubem a concentração, a disposição e tornem os dias improdutivos, é fundamental para parar de correr contra o relógio e aprender a usar o tempo a nosso favor. 

Não sabe por onde começar? 

Crie uma rotina. Muita gente encara como uma prisão estipular horários fixos para as atividades (pessoais e profissionais) diárias, mas isso pode ser mais libertador do que se pensa. É uma forma de transformar ações em hábitos e, com isso, poupar energia mental e não depender tanto da força de vontade ou da memória para fazer o que precisa ser feito. Vale também listar as tarefas a serem cumpridas diariamente e focar na execução por ordem de prioridade ou facilidade, como preferir. Assim evita-se começar várias coisas ao mesmo tempo e chegar ao fim do dia sem terminar nenhuma.    

Desligue notificações. Alertas sonoros e visuais de chegada de mensagens no celular e no computador prejudicam a concentração e fazem o trabalhar render menos – desabilite esses sinalizadores e procure definir horários no expediente para checar emails e mensagens. Aliás, a simples presença do telefone por perto atrapalha a capacidade de foco – se for possível, deixe-o em outro cômodo ou, pelo menos, fora do seu campo de visão ou com a tela virada para baixo.

Continua após a publicidade

Separe as atividades. Em tempos de trabalho remoto e híbrido, a divisão entre tarefas profissionais e domésticas pode ficar confusa e até desaparecer, causando enorme cansaço físico e mental e sensação de ineficácia. Defina momentos do dia para resolver o que é e não é relacionado a trabalho, em primeiro lugar. Dentro de cada bloco, tente separar atividades de demandam mais e menos foco (ler e responder emails e mensagens, escrever relatórios, fazer pesquisas etc.) e organizar sua realização conforme os momentos o dia em que se sente mais e menos energizado e alerta. 

Faça pausas. Parar por cinco ou dez minutos em intervalos regulares (a cada hora, por exemplo) para esticar o corpo, descansar os olhos da tela do computador, beber água, ir ao banheiro ou e apenas “dar um refresh” na mente não é perda de tempo, e sim ajuda a aliviar o estresse e melhorar a capacidade de foco e de tomar decisões. 

Faz sentido para você? Minha dica é começar passo a passo, absorvendo as mudanças com prazer.

 

BIANCA VILELA é autora do livro Respire, mestre em fisiologia do exercício pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), palestrante e produtora de conteúdo. Desenvolve programas de saúde in company em grandes empresas por todo o país há mais de 15 anos. Na Boa Forma fala sobre saúde no trabalho, produtividade e mudança de hábitos. 

Instagram: @biancavilelaoficial 

Continua após a publicidade

Publicidade