mindfulness Tudo sobre Mindfulness, por Luiza Bittencourt

Janeiro Branco

O que Janeiro tem a ver com saúde mental? Tudo.

Por Luiza Bittencourt 16 jan 2022, 19h40

Primeiro, vamos começar entendendo o que significa mesmo o termo “saúde mental”: o termo está relacionado à forma como uma pessoa reage às exigências, desafios e mudanças da vida e ao modo como harmoniza suas ideias e emoções. E aí, como está a sua?

O primeiro mês do ano acaba sendo um período em que as pessoas estão mais propensas a pensarem em suas vidas, em suas relações, em suas condições de existência, etc. Estão mais empolgadas e com mais energia para fazerem mudanças.

Como em uma “folha ou em uma tela em branco”, todas as pessoas podem ser inspiradas a escreverem (ou reescreverem) suas próprias histórias de vida.

O Janeiro Branco é uma  campanha ao estilo da Campanha Outubro Rosa e da Campanha Novembro Azul.

Seu objetivo é chamar a atenção da sociedade para as questões e necessidades relacionadas à Saúde Mental e Emocional das pessoas e das instituições.

E por quê é importante essa consicentização?

Porque saúde mental ainda é um tabu para muitas pessoas, motivo de vergonha. Acreditam que buscar ajuda é sinal de fraqueza ou que não estar com a saúde mental em dia é coisa de “maluco”, etc.

E praticar Mindfulness (Atenção Plena) é uma ótima forma de cuidar da sua saúde mental, sabia? Faz com que você lide melhor com os desafios do dia a dia, com suas própria emoções, traz mais inteligência emocional, faz com que você lide melhor com os outros, reduz estresse/ansiedade e aumenta e muito a sensação de felicidade e bem-estar.

Algumas dicas para cuidar mais da sua saúde mental a partir de agora (comece hoje, hein! Não se deixe para depois):

  • Viva mais o momento presente.
  • Faça 5 minutinhos de meditação por dia no horário que for melhor para você (isso já muda o seu cérebro!)
  • Pratique exercícios físicos (escolha uma atividade que te traga prazer)
  • Consulte um psicólogo se achar necessário, não tem nenhuma vergonha nisso. Eu faço terapia e AMO.
  • Seja um pouco egoísta, aprenda a dizer NÃO e respeite sua energia e seus limites
Continua após a publicidade

Publicidade