Priscila Conte Vieira: a psicóloga especialista em psicologia positiva é a nova colunista da BOA FORMA Terapia e felicidade, com Priscila Conte Vieira A psicóloga Priscila Conte Vieira (CRP 08/30418), especialista em psicologia positiva, auxilia você a ter uma vida mais leve e mais feliz!

Vulnerável ou vítima?

Cada dia mais ouvimos que é necessário ser mais vulnerável, porém é preciso tomar cuidado para não se tornar a vítima da sua própria história

Por Larissa Serpa Atualizado em 8 abr 2022, 21h23 - Publicado em 9 abr 2022, 09h12

Sempre conversamos por aqui da importância de se acolher, sentir nossos sentimentos mas não ficar agarrados com eles! E aí está o ponto!

A vulnerabilidade pode nos fazer ser mais fortes, mais humanos, nos aproximar das pessoas de verdade. Quebra aquela expectativa idealizada de ser um super herói, nos auxilia a lidar melhor com imprevistos e a não sermos tão carrascos com nós mesmos. Quando diminuímos nosso crítico interno, conseguimos ter mais autocompaixão e nos perdoar por alguns equívocos. Pode ser algo positivo, desde que bem elaborado!

Brené Brown é uma das maiores estudiosas do tema e tem um TED Talk incrível que te indico a dar uma olhada (aqui

Ela salienta que pessoas que praticam a vulnerabilidade se sentem valiosas, pertencentes, suficientes, pois se tornam pessoas corajosas, compassivas e conectadas. Se sentem mais íntegras e sem medo do abandono. Se sentir vulnerável significa se sentir vivo e isso se conecta plenamente com a visão da psicologia positiva de se permitir ser humano, errar e aprender com todas as situações!

Já a pessoa que age como vítima, é a que não consegue usufruir dos benefícios da vulnerabilidade. Ela apenas se sente incapaz, frágil, culpada, envergonhada, sente que todas as coisas ruins acontecem com ela e normalmente tem a tendência a reclamar e não fazer nada para mudar as situações. 

Eu sei, não é fácil tomar essa frente, assumir as responsabilidades, se permitir sentir e acolher os sentimentos sem ser tomado por eles a longo prazo. Mas te garanto que isso é possível e que a sua vida se tornará muito melhor depois!

Continua após a publicidade

Todas as nossas escolhas possuem consequências e precisamos lidar com elas, tais quais elas são! Acredito que todos que estão lendo esse texto já sejam adultos e consigam resolver seus próprios problemas!

Então siga em frente! Aprenda a reconhecer seus limites, seus erros, seus acertos, suas características positivas! Aprenda a assumir as suas responsabilidades, a pedir desculpas, a sentir e acolher seus sentimentos e a implementar ferramentas práticas que vão te auxiliar a lidar com a própria vida de uma forma mais leve!

Espero que você saia daqui hoje se questionando sobre a forma como anda agindo e quem sabe implementando algumas mudanças daqui para frente! Estamos juntos nessa jornada!

________________________________________________________________________

Oi, eu me chamo Priscila Conte Vieira, mas pode me chamar de Pri! Sou psicóloga, palestrante e mentora. Atuo na psicologia clínica, sou especialista em Psicologia Positiva, pós graduanda em Terapia Cognitivo Comportamental, master em autoconhecimento, coach de vida, practitioner em PNL e também criadora do Podcast Respira, não pira (que tal dar uma conferida lá no Spotify?!)

Estarei por aqui todas as semanas, abordando temas da Psicologia Positiva, felicidade, bem-estar e os auxiliando a serem as suas melhores versões, por meio do autoconhecimento e florescimento. Para saber mais sobre mim e me acompanhar no dia a dia, é só me seguir no Instagram! Estou por lá como @psi.priscilaconte Te vejo no próximo Sábado! Até mais <3 

Continua após a publicidade

Publicidade