Onda detox: quando o hábito realmente favorece a sua dieta

O que você lê como promessa nos rótulos dos produtos pode não ser exatamente o que acontece internamente no seu corpo. Veja o que auxilia, de fato, na hora eliminar as toxinas de maneira saudável

Você certamente já leu nossas matérias com sugestões de dietas e receitas detox aqui no site e na revista. A moda ganhou grandes proporções e o mercado passou a oferecer uma gama enorme de produtos que prometem fazer uma faxina no organismo.

Mas será que você está adotando o detox como aliado? A nossa sugestão é sempre aliar o processo de limpeza do organismo com uma alimentação balanceada. Livre do acúmulo de toxinas, o corpo funciona melhor e, consequentemente, se livra mais facilmente das gordurinhas. E, claro, doces, frituras e produtos carregados de corantes e conservantes devem ficar de fora. O suco verde de couve, por exemplo, tem o poder de combater a inflamação nas células, o que também favorece a dieta. “O processo de detoxificação que já acontece de forma natural no corpo pode ser impulsionado com o consumo de alimentos que têm o efeito detox. Por isso, é mais do que válido”, explica a nutricionista funcional Patricia Davidson, do Rio de Janeiro. “O que você também não deve acreditar é que qualquer produto com a palavra detox no rótulo tem o poder de limpar o seu organismo”, complementa a especialista.

Para o nutricionista, farmacêutico bioquímico e introdutor da nutrição funcional no Brasil Gabriel de Carvalho, quando você percebe os efeitos positivos do detox no corpo fica mais estimulada a aderir uma quantidade maior de alimentos naturais e menos industrializados. Depois disso, os seus hábitos alimentares mudam para sempre.

Alerta: só suco não!

Apostar em uma dieta em que somente líquidos estão liberados pode gerar fraqueza e falta de disposição. Por isso, o suco verde deve entrar como um grande aliado em um cardápio bem variado e, principalmente, com alimentos de todos os grupos. “Você não consegue eliminar todas as toxinas, que estão acumulados há anos no corpo, em um único dia”, explica Gabriel.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s