Como fazer uma análise de vida e deixar para trás o que não faz bem

Fazer uma análise ou revisão de vida é importante para alinhar expectativas, sonhos e desejos e acertar a rota que estamos seguindo

Por Marcela De Mingo Atualizado em 9 jun 2022, 12h02 - Publicado em 13 jun 2022, 06h00

Quando bate a meia-noite do dia 1.º de janeiro, costumamos tirar um momento para perceber quanto tempo passou. O mesmo costuma acontecer com o dia do nosso aniversário. Mas e se transformássemos esses momentos em uma verdadeira análise de vida? 

“Precisamos fazer uma revisão da própria vida não somente de tempos em tempos, mas estarmos sempre presentes em nossa vida”, explica a psiquiatra Maria Francisca Mauro. “Quando falamos em termos um tempo para revisar é porque estamos passando pelos nossos dias e anos sem nos darmos conta do que realmente estamos ali implicados, responsabilizados ou mesmo envolvidos.”

Considerando os últimos dois anos de pandemia, em que muita gente sentiu que estava “congelado no tempo” e “perdendo tempo”, tudo junto e misturado, parece bastante interessante revermos as nossas relações com a família, de amizade, o nosso trabalho, os nossos projetos de vida e, claro, os nossos sonhos. Esse é, acima de tudo, um exercício de localizar a si mesmo e recalcular rotas.  

AFINAL, PORQUE FAZER UMA ANÁLISE DE VIDA? 

“Quando a pessoa faz uma revisão da própria vida, ou reflete, ou mesmo se dá conta do que está ali desenvolvendo em seus projetos, emoções que estão boas, emoções que estão ruins, ou mesmo do que está fazendo sentido ou não à sua volta, ela pode abrir mão do desnecessário”, diz a psiquiatra. 

POR ONDE COMEÇAR A SUA ANÁLISE DE VIDA

1

Separe em áreas

É possível separar a vida em áreas (por exemplo, relacionamentos, trabalho, projetos pessoais, saúde, etc.) e observar, em cada uma delas, o que está contido ali e o seu nível de satisfação em cada uma – ou o quanto você tem se sentido verdadeiramente nutrido nessa área em questão. 

Continua após a publicidade

2

Analise os impactos negativos e positivos de cada elemento

Seja uma amizade tóxica, um trabalho abusivo ou uma rotina nociva…

Esse passo, claro, também leva tempo e não acontece do dia para a noite – ainda mais quando falamos de trabalho ou de hábitos de saúde. Mas montar um plano de ação, com primeiros passos que colocam você mais próximo daquilo que você quer, já é importante e essencial para que esses descartes e mudanças conscientes aconteçam.

3

Lide com o luto 

Principalmente quando se fala em relacionamentos, é importante compreender que você vai lidar com sensações de perda e luto. Acolher as suas sensações também faz parte do processo, assim como respeitá-las. A ideia da análise de vida é, justamente, alinhar o seu momento atual com o que você quer para o futuro e isso, decididamente, vai exigir escolhas difíceis. 

O QUE ESPERAR DEPOIS DE UMA ANÁLISE DE VIDA? 

“O benefício da análise de vida é estarmos revisando as nossas atitudes, os nossos projetos e a nossa coerência, com o que somos e com o que queremos, e construímos um futuro”, reflete Maria Francisca Mauro. “Se deixamos para trás o que realmente faz sentido e o que desejamos, vamos deixando para trás, também, a possibilidade de uma construção que, futuramente, pode ser percebida como algo que tornasse a vida alinhada.”

Filtrar o que é realmente desnecessário, segundo a psiquiatra, exige uma visão minimalista, que coloca em xeque aquilo que realmente precisamos e que vai nortear a nossa vida. O objetivo final, portanto, não é mais organização, mas mais direcionamento e propósito – afinal, ao revisar o lugar em que estamos, com certeza pensaremos aonde queremos chegar e, a partir disso, basta dar os passos necessários para atingir o destino final.

Continua após a publicidade

Publicidade