Continua após publicidade

Como marcar encontros na pandemia

Lidar com encontros pode ser estressante - principalmente durante uma pandemia

Por Amanda Ventorin
Atualizado em 3 fev 2022, 19h59 - Publicado em 8 fev 2022, 10h00

Para os solteiros, a pandemia pode ter sido um momento complicado para tentar achar o match perfeito. Com o lockdown e medidas de distanciamento social, a paquera passou a ser, quase exclusivamente, através da internet – seja ele em aplicativos de relacionamento ou redes sociais. Depois de dois anos, a vacina e um ensaio para a abertura dos estabelecimentos, o sentimento ainda é de muita incerteza. Afinal, qual a melhor maneira de marcar dates na pandemia?

SE VOCÊ AINDA PREFERE MANTER NO VIRTUAL

Não há problema algum em não querer sair. Ainda há muito com o que se preocupar com sua saúde e de entes queridos e se você não se sente confortável em frequentar lugares físicos, a internet é uma ótima aliada.

“Há anos a tecnologia trouxe novas formas de nos relacionarmos, como os sites e aplicativos de namoro. No início havia certo preconceito, porém com o tempo foi se tornando cada vez mais comum” compartilha a psicóloga  terapeuta de casal Rosalina Moura. “Não existe uma melhor forma de se relacionar, mas talvez esta seja a mais possível e segura no momento – embora a segurança, no meu entendimento, seja a vacinação e a forma com que a pessoa cuida da própria saúde”.

Renata de Azevedo, especialista em relacionamento, revela que ao marcar um date online é importante se atentar a alguns detalhes.

  1. Esteja arrumada, afinal é um encontro mesmo sendo online.
  2. Escolha um local calmo, com boa iluminação.
  3. Ajeite o ambiente, sem bagunça.
  4. Escolham o mesmo tipo de comida (italiana, japonesa) ou até mesmo restaurante para criar maior familiaridade.

Vale lembrar que esse momento é muito importante para que aquela imagem que temos do outro em nossa mente se concretize. “O mundo virtual facilita as projeções e podemos criar em nossa mente alguém que não existe! Muitos elementos importantíssimos da comunicação e dos relacionamentos entre as pessoas se perdem com a comunicação por texto, muitas vezes assíncrona. A voz, gestos, a forma como a pessoa se expressa, o olhar, o sorriso, a conexão de ideias podem ser conhecidos em uma conversa por vídeo antes de se partir para o encontro presencial”.

Continua após a publicidade

 

SE VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA O ENCONTRO PRESENCIAL

Muitas vezes nos encontros físicos é onde se tem a confirmação se aquele encontro vai se tornar algo a mais ou não – a atração física, os sutis toques, os olhares são de maior percepção estando cara a cara. Então se você já se sente segura para sair para o encontro físico, valem os cuidados que sempre precisamos ter.

  1. Checar as informações que a pessoa deu, avisar alguém com quem está indo encontrar e onde pode ser importante.
  2. Combine em um lugar aberto e que possa ser um encontro rápido, como um café. Assim, se
    não der “match” você ou a outra pessoa poderá sair da situação sem causar constrangimento.
  3. Diminuir expectativas pode ser bom. Vá aberto para conhecer uma pessoa e não
    necessariamente alguém para se relacionar amorosa ou sexualmente.
  4. Nunca é demais lembrar: educação e respeito sempre! “Já ouvi várias histórias tristes como pessoas que foram largadas no local, pessoas que foram maltratadas ou coagidas. Gentileza, respeito e educação são necessários e cabem em qualquer lugar. O mundo precisa disso. Ofereça isto a quem se propôs a te conhecer, mesmo que dure apenas um encontro” compartilha Rosalina.

 

BATEU O NERVOSISMO E AGORA?

Seja no presencial ou virtual, primeiros encontros podem gerar uma carga emocional forte – seja pela ansiedade, expectativa ou nervosismo – que muitas vezes pode comprometer o desenvolvimento do date. “Vá para o date com a pretensão de curtir o momento, não com o pensamento de se você irá namorar, se a pessoa vai gostar de você, será irá gostar dele, agradar ou saber o que falar. Ficar nervosa com isso não fará o encontro fluir e você não conseguirá ser espontânea ou leve. É ir para o encontro apenas com o pensamento de que está indo ter um bom momento“. aconselha Renata.

COMO MANTER O ASSUNTO FLUINDO

O assunto está menos propício a acabar se você está prestando atenção e realmente afim de conhecer a pessoa. “Uma conversa é feita de troca. Muitas pessoas se limitam a respondem no chat de forma curta e objetiva demais, o que dificulta o diálogo. Ao se conhecer alguém online ou no encontro presencial é preciso ter cuidado para que a conversa não vire uma entrevista com um monte de perguntas. Mostrar interesse pelo outro e curiosidade na medida certa ajudam; conversar sobre gostos, hobbies, viagens e temas leves, manter o bom humor” diz Rosalina.

Evite também fazer com o assunto sempre seja você. Escute as histórias do outro e faça comentários sobre sua vida caso haja uma abertura, é importante encontrar o equilíbrio entre escutar e falar -algo que pode parecer, mas não é tão difícil assim, principalmente se você não estiver tão tensa sobre o encontro, pensando apenas em ter um bom momento.

Publicidade