O que uma mulher deseja… Além de ser feliz na profissão?

Ser otimista. Viajar mais, envelhecer com saúde e vitalidade são ingredientes para uma vida plena e feliz

Por Marina Campos - Atualizado em 27 out 2016, 20h27 - Publicado em 2 jun 2016, 11h34

Curtir a vida, ser feliz. Quem não quer? Mas nem todo mundo chega lá! Em uma pesquisa sobre as necessidades dos brasileiros, encomendada pela Abbott (empresa global de cuidados para a saúde), 48% dos 5 mil entrevistados disseram não viver plenamente. E as mulheres foram maioria: 58% (confira os principais motivos). Mesmo assim, elas são otimistas em relação ao futuro (#tamojuntonessa).

 

1. DE BEM COM A PROFISSÃO
A falta de motivação no trabalho é o que mais deixa as mulheres infelizes. Se você estiver nessa mesma vibe, pergunte a si mesma: por que escolhi a profissão atual?; gosto do ambiente e do que eu faço? “Dependendo das respostas, vale mudar de empresa ou até de carreira”, diz o psicólogo Luiz Marcello de Aguiar, do Rio de Janeiro.

 

2. EM PAZ COM A COMIDA
A obesidade e o sobrepeso estão em segundo lugar na lista das queixas. O lado positivo: a maioria das entrevistadas se mostrou disposta a vencer o sedentarismo e, com isso, emagrecer. “A vontade de adotar uma vida mais ativa já é um bom começo”, avalia o psicólogo. Que tal dar o primeiro passo em relação à comida? Coma de maneira consciente, e não apenas por hábito ou stress.

 

3. CALMA, CALMINHA
Entre as mulheres insatisfeitas, 63% culpam também o stress por não aproveitarem melhor a vida. “A profissão errada, os conflitos familiares e até mesmo as questões sexuais mal resolvidas afetam o equilíbrio emocional”, diz Luiz. Independentemente da origem das tensões, praticar uma atividade relaxante, como ioga e meditação, ajuda você a enfrentar os problemas de maneira mais leve.

Continua após a publicidade
Publicidade