Criador da zumba ensina como dançar “Carnaval”, de Claudia Leitte

Nova música da cantora em parceria com o rapper Pitbull combina batidas eletrônicas com influências brasileiras

Por Daniela Bernardi - Atualizado em 8 fev 2018, 19h38 - Publicado em 8 fev 2018, 15h38

Na aula de zumba, você não precisa acertar todos os passos, muito menos dançar tão bem quanto o seu professor. “Prefiro que as alunas criem seu próprio estilo do que fiquem preocupadas em não errar. A imperfeição faz parte da beleza da zumba”, diz Beto Perez, colombiano que criou a modalidade décadas atrás. Hoje, o sucesso já está em 185 países, inclusive Turquia, Japão e China.

Nesta quarta-feira (8), durante o lançamento da nova canção de Claudia Leitte, “Carnaval”, gravada em parceria com o rapper americano Pitbull, Beto mostrou para as leitoras de BOA FORMA a coreografia da música. “Dessa vez, os movimentos são de Strong by Zumba, versão mais fitness e intensa”, ressalta o dançarino, que criou a sequência em dois dias. “A Claudia deu algumas sugestões – um ombro aqui, um braço ali. No fim, apresentei o resultado na Itália para mais de 3 mil pessoas e todo mundo amou!”

View this post on Instagram

Afaste o sofá de casa e aprenda, em primeira mão, a coreografia de “Carnaval”, nova canção de @claudialeitte. Detalhe que o moço de calça cinza no vídeo é ninguém menos que Beto Perez (@zumbabeto), o criador da #Zumba. Fala sério! Assim, ninguém vai ficar parada no feriado, né? #Carnaval #ClaudiaLeitte #StrongByZumba

A post shared by BOA FORMA (@boaforma) on

A cantora, inclusive, aproveita as aulas de zumba para treinar cárdio. “É bem difícil cantar e dançar ao mesmo tempo. Preciso de algo que me dê prazer e ao mesmo tempo melhore meu fôlego”, diz Claudia.

Para Beto, o sucesso da modalidade é consequência da variação de estilos em cada aula (do reggaeton ao merengue) e do clima de festa. “Antes, o mundo fitness não dava importância para a música. Para a gente, não há movimento sem a batida certa.” E como faz para perder a vergonha na primeira vez? “Basta entrar na sala. Ninguém se preocupa com o que a pessoa ao lado está fazendo”, garante Beto.

Continua após a publicidade

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

Já no Strong by Zumba, que utiliza exercícios funcionais como burpees e saltos, você pode adaptar a coreografia. “Em vez de fazer um salto bem largo, você pode pular curtinho. O importante é não parar. Em uma hora, dá pra gastar até 500 calorias”, explica Daniel Guimarães, gerente nacional de atividades coletivas da rede de academias BodyTech. Para ele, a nova versão pode substituir as sessões de cárdio na esteira, por exemplo.

Dá uma olhada em como é a modalidade:

View this post on Instagram

#SBZ won't be easy, but it's worth it. Watch olympic soccer medalist @lsesselmann push past her limits one plank jack at a time. ✔ 🎶:"Champion" by @SteveAoki @zinvirginie #FridayWorkout #STRONGbyZumba #FeelEveryBeat #California #LA #LosAngeles #SoccerOlympian #LaurenSesselmann

A post shared by STRONG Nation ™ (@wearestrongnation) on

E a seguir, confira o clipe do novo hit da Claudinha Leitte:

Continua após a publicidade
Publicidade