Corrida: verdade ou mentira?

Por Yara Achôa (colaboradora) Atualizado em 22 out 2016, 19h25 - Publicado em 30 mar 2015, 14h53

Ok. Você já sabe que a prática de corrida ajuda a perder peso, diminuir a gordura corporal e melhorar a circulação – isso para ficar apenas nos benefícios mais diretos. Mesmo assim, ainda existem algumas dúvidas emperrando seu ingresso no maravilhoso mundo das corridas? Silvana Vertematti, cardiologista e médica do esporte do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo, listou os receios mais recorrentes de quem quer ou já pratica essa atividade. Livre-se das incertezas e calce os tênis de uma vez por todas.
 

É melhor correr na academia do que na rua? 
Mentira. O lugar ideal é aquele onde você se sente mais confortável, segura e motivada. Não há regras. 

Correr em jejum ajuda a emagrecer? 
Mentira. Isso aumenta o risco de hipoglicemia e atrapalha o metabolismo, assim como a recuperação muscular. 

Deve-se evitar falar durante a corrida?
Verdade. Conversar prejudica a respiração e o desempenho, além de tirar a atenção dos movimentos. 

Quem corre perde massa magra?
Verdade. Se você não se alimentar adequadamente e não for bem orientada, isso pode ocorrer. 

Correr agasalhada ajuda a perder peso?
Mentira.
Isso apenas desidrata. A diminuição de peso observada é, na verdade, perda de água, o que não é saudável. 

Correr descalço é melhor do que correr com tênis? 
Mentira.
Correr sem tênis pode aumentar o risco de lesões. 

Correr ocasiona problemas no joelho? 
Depende.
Exercícios de impacto e alta intensidade, como a corrida, podem, sim, causar esse tipo lesão. Mas, se você associar a prática a exercícios que fortaleçam as coxas, consegue estabilizar a articulação e, assim, evitar problemas nos joelhos. 

Continua após a publicidade
Publicidade