Ela ganhou mais autoestima e confiança com a malhação

Janaina Motta, ginecologista e obstetra, de 35 anos, conta que suas conquistas fitness dão motivação para buscar novos desafios profissionais

Por Daniela Bernardi - Atualizado em 29 out 2016, 00h08 - Publicado em 22 ago 2015, 18h00

Jana era uma falsa magra: com 1,68 metro, ela pesava 55 quilos, mas tinha um percentual de gordura elevado – 30%! “Sofri uma fratura por stress, em 2008, que me afastou da corrida, de que eu gostava. Então parei de praticar qualquer exercício.” Após cinco anos, a insatisfação com o corpo fez com que ela procurasse um personal trainer para voltar a fazer musculação. “Ele foi fundamental para que eu assumisse um compromisso com a academia. Saber que agluém está me esperando ajuda a vencer o cansaço.” O resultado: 63 quilos e apenas 13% de gordura no corpo. 

Mesmo com a agenda lotada, a médica reserva uma hora da noite para treinar, seis vezes por semana. “Aprendi a otimizar o tempo no trabalho para conseguir dar conta de tudo. Fiquei mais organizada e disciplinada.” As consultas também ganharam outro foco. “As pacientes me procuram não só pela minha especialidade, a ginecologia, mas também porque querem ter um estilo de vida mais saudável. Sempre incentivo que elas façam algo de que gostem para mudar. Para mim, por exemplo, a academia é um momento de prazer, quando me esqueço das obrigações e cuido de mim.” 

Com a nova rotina, o bom humor passou a ser uma presença garantida nos locais por onde a paulista passa. A melhora da autoestima se refletiu na vida profissional. “Estou mais confiante para assumir novos projetos como médica. As conquistas fitness me deram motivação para buscar outros desafios na carreira.” Vestindo jaleco ou legging, a disposição de Jana não tem fim, seja para fazer dez agachamentos, seja para atender a próxima consulta. Não é à toa que o espírito perseverante dela já influenciou marido, pacientes e 344 mil seguidores do seu Instagram. “Eles sempre escrevem, agradecendo a inspiração.” 

Publicidade