As tendências de fitness que vão moldar seus treinos em 2022

Personal trainer deixa de ser luxo, academias viram híbridas e até uma nova modalidade surge. Veja o que vai estar em alta

Por Larissa Serpa Atualizado em 20 dez 2021, 12h04 - Publicado em 8 dez 2021, 09h00

A indústria de fitness passou por muitas mudanças no ano passado e no anterior. A pandemia nos fez reavaliar muitos aspectos de nossas vidas, incluindo a maneira como abordamos os exercícios.

Na verdade, a tendência de parar de ver os exercícios como algo para atingir um objetivo estético e começar a ver como algo para sua saúde, especialmente a mental, já vinha acontecendo há alguns anos. Mas, agora, com a Covid-19, nós paramos de ver como um “remédio” para reverter problemas como estresse ou obesidade e passamos a encarar os exercícios muito mais como uma prevenção e para cuidar não apenas da saúde mental mas também da física, já que ficou claro que uma vida sedentária é prejudicial para a imunidade do nosso corpo.

Todo esse cenário destacou a necessidade de praticar exercícios para uma boa saúde a longo prazo e isso fica claro nas tendências fitness para 2022.

Para te dar um gosto do que esperar, Boa Forma foi atrás de alguns gigantes da indústria e suas apostas: o Australian Institute of Fitness (AIF) já divulgou suas previsões; além disso, todo ano, o American College of Sports Medicine (ACSM) formata uma pesquisa com milhares de pessoas para determinar as tendências mundiais (esse documento será divulgado em meados de janeiro mas algumas prévias já estão disponíveis); no Brasil, o Tecnotrends, pesquisa divulgada pela Tecnofit já foi disponibilizado para Imprensa.

Juntamos todos esses dados e conversamos com os profissionais Felipe Kutianski (professor de Educação Física com alunos em 7 países), Cris Wotroba (CEO & Programmer na Steel Giants Fitness e Performance), Karine Holanda (nutricionista), Thiago Pimenta (doutor em Ciências da Motricidade e especialista em esporte escolar) e Fellipe Mattos (diretor de operações na Tecnofit) para determinar, o que vai bombar no Brasil em 2022. 

Quer conferir o que mais vai ditar seus treinos no próximo ano? Confira abaixo:

1

Tecnologia utilizável é questão de saúde

A tecnologia vestível está se tornando cada vez mais aclamada como necessidade e não mais como item de luxo, à medida que se torna cada vez mais acessível. Com o aumento das preocupações com a saúde, observa-se uma tendência a monitorar e rastrear os indicadores básicos de saúde, bem como os níveis de condicionamento físico, e isso inclui acessórios para medir a frequência cardíaca, as calorias queimadas, os passos dados em um dia e até monitoramento do sono, oxigênio no sangue e sensores de eletrocardiograma (ECG) que podem nos alertar se nossa saúde está em risco.

,
Os smartwatches são vistos como necessários para monitorar a saúde Oscar Wong/Getty Images

“Os wearables de saúde e fitness continuam a apresentar rápido crescimento. Os dados personalizados que esses dispositivos fornecem permitem que pessoas assumam o controle e melhorem sua saúde e bem-estar geral como nunca antes. Em 2022, esperamos ver marcas como Apple e Garmin continuarem a dominar os segmentos do mercado, apelando para os consumidores de fitness como lazer, bem como para os amantes da academia e profissionais de fitness”, disse o CEO do Australian Institute of Fitness, Steve Pettit.

2

Exercício + medicina como abordagem conjunta

A Chefe de Conformidade e Treinamento da AIF, Kate Kraschnefski, também compartilhou uma declaração sobre as tendências, explicando que essa a visão de exercício como medicina mais uma vez encabeçou a lista por causa da ligação entre a pandemia global e saúde mental.

Como falamos, essa tendência já vinha acontecendo há alguns anos mas agora, ela se intensifica. “Provavelmente também haverá, agora, colaboração entre a indústria médica e profissionais de fitness para iniciar um trabalho conjunto na abordagem da saúde. Este trabalho será indiscutivelmente mais eficaz, tendo como alvo a saúde geral e a saúde mental ”, disse Kate.

3

Treinamento on-line continua em alta

O avanço da pandemia e implementação do isolamento direcionou a migração dos treinos para os canais online. E essas aulas on-line provaram ser altamente versáteis para os clientes.

As aulas on-line já apareciam como tendência para o segmento fitness em 2019 (antes mesmo da pandemia), de acordo com o ACSM. Em 2021 ela foi a campeã desse mesmo relatório, e certamente deverá permanecer em evidência em 2022. 

boonchai wedmakawand
A praticidade das aulas online veio para ficar boonchai wedmakawand/Getty Images

“A pandemia foi um acelerador nesse crescimento, claro. Mas outros pontos também foram fundamentais para a permanência dessa tendência: segurança, comodidade, tempo e economia”, comenta Felipe Kutianski.

Independente das aulas serem gravadas ou ao vivo, o que importa é praticar sentindo-se seguro, confortável e não esquecer de manter a frequência!  

4

HIIT fica ainda mais popular para emagrecimento

O High Intensity Interval Traning (Treino Intervalado de Alta Intensidade) continua em alta e não é à toa. Uma pesquisa recente, publicada no British Journal of Sports Medicine, determinou que ele é a modalidade mais eficaz para a perda de peso. E “exercícios para perda de peso” é outra tendência que apareceu na lista do AIF.

O que ficou claro no estudo é que, apesar de todos os participantes que fizeram diferentes exercícios com frequência terem perdido peso, aqueles que fizeram o treino HIIT tiveram 28,5% mais perda.

A consciência desses dados, que vai crescer no próximo ano, vai colocar o HIIT como um exercício excelente para o público geral — e não apenas como um para atletas que queiram aumentar a performance, como ele ainda é visto por algumas pessoas.

5

Introduzindo: HIRT

Todos nós já ouvimos falar de HIIT antes, mas o que é HIRT? Bem, de acordo com Kraschnefski, é uma abordagem mais lenta, baseada na força do HIIT, e que vai ganhar popularidade em 2022.

A sigla significa High Intensity Resistance Training, ou Treino de Resistência de Alta Intensidade.

Eugene_EM
O Treino de Resistência de Alta Intensidade é a nova modalidade Eugene_EM/Getty Images

“O HIRT traz o treinamento de força para o HIIT, desacelerando as coisas e dando aos participantes a capacidade de colocar mais intenção em seus movimentos. A forma e a força tornam-se o foco, ao mesmo tempo em que atinge uma queima sólida de calorias ”, ela compartilhou.

Pense assim: sabe como no HIIT você trabalha bem rapidamente por um intervalo (por exemplo, fazendo o maior número de agachamentos que conseguir) e faz uma recuperação no outro? No HIRT, os intervalos de recuperação ainda existem mas nos ativos, em vez de o foco ser em agilidade, será em colocar bastante força (por exemplo, fazendo um agachamento lento mas segurando bastante peso).

6
Continua após a publicidade

Academias passam a ser híbridas

Essa tendência destaca o desejo das pessoas de misturar sua antiga rotina de ginástica com exercícios em casa. Como vimos, a praticidade dos exercícios online veio para ficar mas ainda há as vantagens de uma academia física (com instrutores qualificados, equipamentos adequados, aulas em grupo etc).

Com isso e seguindo os arranjos de trabalho flexíveis, que cresceram em popularidade, a previsão é que, em 2022, as academias se adaptem para continuar oferecendo aulas online, mesmo com a reabertura.

7

Atividades ao ar livre para mente e corpo

Com a paralisação, as atividades ao ar livre ganharam popularidade para muitos que procuram escapar das quatro paredes de suas casas. Andar na natureza reduz a ansiedade e a depressão e aumenta o bem-estar geral, de acordo com pesquisadores da Universidade de Rochester.

KARRASTOCK
Treinos fora das 4 paredes estarão em alta KARRASTOCK/Getty Images

Mesmo com a volta das academias, muitas pessoas vão preferir manter esses benefícios. Além disso, agora, as possibilidades de atividades ao ar livre em grupo são maiores. 

No relatório da ACSM de 2021, as atividades ao ar livre estavam na 4ª posição. Para o professor Felipe Kutianski essa prática deve continuar em alta em 2022. Os exercícios ao ar livre podem ir desde uma corrida individual até passeios de bicicleta em grupo, prática de yoga, assessoria esportiva, além de grupos de trilha e escalada.  

8

Mindfulness no treinamento

Programas de ioga, meditação e atenção plena também tiveram um aumento na popularidade, com equipamentos de ioga registrando um crescimento de 154% nas vendas durante a pandemia.

We Are
Yoga e Pilates continuam em alta We Are/Getty Images

E parte dessa popularidade é porque essas modalidades nos incentivam a viver o momento, deixando de lado a ansiedade pelo futuro, que estourou durante a pandemia.

A tendência é que esses treinos continuem em alta por esse motivo, além de ter uma incentivo maior a praticar a atenção plena até mesmo em outros tipos de treino, como musculação.

9

Padrões elevados de higiene para academias

As academias sempre incentivaram os usuários a limpar os equipamentos depois de usar mas a verdade que víamos é que nem todo mundo fazia isso. Com a pandemia, essa prática e outras de higiene, ficaram mais rígidas e isso trouxe benefícios além da preservação da saúde — afinal, ninguém quer sentar no suor de estranhos, certo?

A tendência é que essas exigências higiênicas que vimos intensificar durante a pandemia continuem acontecendo mesmo com o passar dela.

1 0

Personal trainers não são mais luxo

Também com o isolamento, muitas pessoas procuraram por personal trainers, tanto para conseguir fazer um treino eficaz em casa como um investimento a mais na saúde. O personal parou de ser visto como um luxo.

Kolostock
O profissional deixa de ser visto como luxo Kolostock/Getty Images

A previsão é que esse profissional continue a ser solicitado mesmo com o afrouxamento das medidas, devido a essa valorização das suas expertises e popularização do acesso, já que mais pessoas passaram a contratar um personal trainer e se deram conta dos benefícios.

1 1

Calistenia para atingir o potencial do corpo

À medida que o condicionamento físico mudou para dentro de casa, os usuários perderam o espaço e os equipamentos disponíveis em academias físicas. Como alternativa, o treinamento utilizando o peso corporal se tornou um meio barato e conveniente de se exercitar com eficácia, e ele tende a continuar em alta, com aposta em um tipo de treino específico: o de calistenia.

Se você já viu fotos ou vídeos de pessoas suspensas horizontalmente em postes de luz em uma espécie de posição de bandeira humana … isso é calistenia. Mas isso é um nível avançado.

A calistenia é uma forma de treinamento de força que consiste em vários exercícios de peso corporal para levar o corpo ao seu verdadeiro potencial físico. Agachamentos, estocadas, flexões e pranchas são todos exercícios calistênicos básicos usados ​​como base para realizar movimentos maiores e mais impressionantes.

A calistenia é bastante focada na forma, movendo-se atentamente ao longo do exercício, tomando nota da posição do corpo para garantir um núcleo central forte e uma linha suave.

Para ficar de olho: Fitness virtual

Mais que o fitness online, que consiste em treinos via vídeo (ao vivo ou gravado) pela internet, o fitness virtual utiliza de realidade aumentada para intensificar seu treino.
Por aqui, nós já vemos alguns equipamentos (como esteiras e bicicletas estacionárias) que passam vídeos que simulam um ambiente, como se seu treino estivesse acontecendo, por exemplo, nas montanhas.
O que vamos começar a ver é um nível mais avançado dessa tecnologia, chegando até a utilização de óculos de realidade virtual para ficarmos totalmente imersos naquele universo simulado.
Devido ao alto custo dos equipamentos, Boa Forma prevê que, em 2022, o Fitness Virtual ainda apareça de maneira muito tímida e apenas em algumas boutiques fitness de classe A. Mas fique de olho pois a tendência é, nos próximos anos, ele se popularizar.

Didi Wagner: estrela da capa de dezembro da Boa Forma
Didi Wagner: estrela da capa de dezembro da Boa Forma Patty Lima/BOA FORMA

Esse especial faz parte da edição de dezembro de 2021 de Boa Forma,
que traz a apresentadora Didi Wagner em sua capa. 
Clique aqui para conferir os outros especiais.

 

Continua após a publicidade

Publicidade