Manchas amarelas nos olhos seriam sinal precoce de Alzheimer, diz estudo

A pesquisa aponta que exames oftalmológicos podem aprimorar o diagnóstico de doenças mentais

Por Camila Junqueira, Gislene Pereira 28 Maio 2018, 17h55

Ter manchas amareladas nos olhos é um sinal conhecido do envelhecimento, mas agora, também pode significar um alerta precoce de Alzheimer. É o que aponta um novo estudo da Universidade Queen Belfast, na Irlanda do Norte.

  • Na investigação com 117 pacientes, entre 60 e 92 anos, foi descoberto que 25% dos voluntários com a doença degenerativa possuem mais manchas nos olhos. Eles também têm veias mais finas na região, o que pode significar demência vascular – quando o fluxo sanguíneo no cérebro diminui.

    A pesquisa diz que, por meio de exames oftalmológicos, será possível detectar o Alzheimer em estágios iniciais, além de monitorar a evolução do tratamento. O método seria bem mais barato e menos invasivo do que uma ressonância cerebral, o que facilita o diagnóstico de doenças mentais.

    Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

    De acordo com os pesquisadores, as marcas identificadas são compostas por gordura e cálcio e formam uma espécie de cristal, que é depositado em uma camada abaixo da retina. Mas se você encontrá-las nos olhos, não se assuste: na maioria dos casos, elas não apresentam problemas de saúde.

    Continua após a publicidade
    Publicidade