Mesmo mulheres obesas saudáveis são mais propensas a problemas do coração

Estudo aponta que a "obesidade saudável" não é tão inofensiva assim. Entenda

Por Camila Junqueira, Gislene Pereira - 4 jun 2018, 19h12

Mulheres que estão muito acima do peso e não apresentam doenças metabólicas, como diabetes e pressão alta, ainda correm um alto risco de terem problemas cardiovasculares. O alerta também vale para quem está em seu peso normal, mas tem as mesmas doenças. É o que mostra um estudo do Instituto Alemão de Nutrição Humana, publicado no jornal científico The Lancet.

Os pesquisadores descobriram que mulheres obesas consideradas saudáveis têm 39% mais chances de terem infarto ou derrame se comparadas às que estão dentro do peso ideal e não apresentam doenças metabólicas.

Já as voluntárias não-obesas com algum fator de risco – diabetes, pressão alta ou colesterol alto – estão quase três vezes mais propensas a terem doenças cardiovasculares do que quem está saudável e com o mesmo peso.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

Embora nem todas as mulheres acima do peso tenham problemas de saúde, o risco de desenvolvê-los ao longo da vida é maior quando elas apresentam IMC acima de 30 – e dentro de 20 anos, 84% das pessoas nessa condição, mesmo sem doenças, acabaram tendo pelo menos um dos fatores de risco.

Na investigação, foram observados dados de 90 257 americanas, entre 30 e 55 anos, que fizeram parte do Estudo de Saúde de Enfermeiras dos Estados Unidos, iniciado em 1976. A intenção dos pesquisadores alemães é mostrar a importância de prevenir doenças metabólicas por meio de um estilo de vida saudável e, dessa forma, diminuir o risco de outras complicações.

Continua após a publicidade
Publicidade