Continua após publicidade

Benefícios do gengibre para a saúde da mulher

Muito usado na culinária, o gengibre possui benefícios que vão além do sabor. Saiba como ele pode contribuir com a saúde feminina

Por Ana Paula Ferreira
8 jul 2024, 10h00

O gengibre é uma raiz versátil e muito usada na culinária, com diversos benefícios para a saúde, como capacidade anti-inflamatória, antioxidante, combate ao câncer, entre outros.

Além disso, ele também é um excelente aliado da saúde da mulher, como mostrou um estudo do Journal of Alternative and Complementary Medicine, que mostrou que o gengibre ajuda na redução das cólicas menstruais. Outro estudo publicado no Hindawi Publishing Corporation mostrou que o gengibre melhora a função cognitiva de mulheres de meia-idade.

Gengibre para a saúde feminina

“O gengibre é um alimento muito conhecido e estudado nos últimos tempos pela sua ação anti-inflamatória. A ligação do gengibre com a saúde da mulher se dá pelo alívio da tensão pré-menstrual, na redução de cólicas, na diminuição de náuseas e no equilíbrio hormonal,” explica Ramiele Calmon, nutricionista especialista na saúde da mulher no climatério e menopausa.

Continua após a publicidade

Segundo a profissional, os benefícios se estendem também ao processo digestivo, imunológico, melhora nos sintomas da menopausa e até mesmo na prevenção do diabetes, como mostrou um estudo publicado no Iranian Journal of Pharmaceutical Research.

“Ele atua também na melhora dos sintomas da menopausa, na redução de ondas de calor. Ele também tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, melhora o processo digestivo, fortalece o sistema imunológico e também controla os níveis de açúcar no sangue, então é muito indicado para diabéticos”, diz Ramiele.

Ramiele explica ainda o porquê as mulheres devem incluir o gengibre na rotina alimentar diariamente.

Continua após a publicidade

“Para as mulheres que estão na menopausa, ele atua no alívio dos sintomas, por ter propriedades que ajudam a minimizar as ondas de calores, ele ajuda no processo digestivo, principalmente em mulheres nessa fase do climatério menopausa, visto que elas têm dificuldade na produção das enzimas digestivas, então ele ajuda a ter essa melhora”, explica.

Segundo ela, a ação antioxidante do gengibre combate os radicais livres, auxiliando na saúde articular e na proteção celular.

“Ele estimula o metabolismo, fortalece o sistema imunológico, combatendo as infecções, por ter propriedades antimicrobianas. Ele ajuda no diabetes devido à melhora da resistência à insulina, decorrente dos marcadores inflamatórios celulares. Então, ele melhora a inflamação, melhorando assim os receptores de insulina”, explica.

Continua após a publicidade

“Então, é importante incluir o gengibre na rotina em forma de chás no uso diário, ou gengibre fresco ralado no shot, ou usar até mesmo suplemento de gengibre, cápsulas que contêm gingerol concentrado, ou até mesmo utilizar o gengibre em pó nas sopas, nas carnes, nos alimentos. Colocar o gengibre na rotina diária trará grandes benefícios à saúde da mulher”, finaliza Ramiele.

Publicidade