Grãos e sementes germinados: coloque no cardápio já!

As sementes e os grãos germinados ou na forma de brotos eliminam as toxinas acumuladas no organismo, o que facilita a perda de peso. A pele, o pique e os músculos também melhoram. E você pode cultivá-los em casa: é fácil!

Por Eliane Contreras Atualizado em 28 out 2016, 18h34 - Publicado em 13 ago 2015, 20h38

Já ouviu falar em raw food, ou alimentação viva? Com um nome mais moderno e uma lista de benefícios comprovados, o cru- divorismo – movimento criado na década de 1980 que esti- mula o consumo apenas de alimentos crus e orgânicos – está conquistando cada vez mais adeptos. O sucesso das sementes e dos grãos germinados, estrelas da raw food, é ainda maior: eles vêm ganhando espaço no cardápio das mais variadas correntes alimentares, principalmente nos programas detox. “Por estarem no início do processo de crescimento, os germinados têm uma concentração maior de enzimas ativas capazes de eliminar as toxinas e os resíduos acumulados no organismo”, explica o médico nutrólogo Eduardo Magalhães, do Nan- nai Resort & Spa, em Muro Alto (PE). Com isso, você ganha pique, re- for��a as defesas e perde as gordurinhas teimosas com mais facilidade.

Há outros bons motivos para acrescentar os germinados ao prato, ao sanduíche e até ao suco. “São alimentos com efeito alcalinizante – isto é, diminuem o excesso de acidez no sangue, muitas vezes associa- do à obesidade e a doenças mais graves, como o câncer”, complementa o nutrólogo. Não é só isso. Eles apresentam uma dose maior de vitaminas com poder antioxidante, especialmente as A, B, C, D e E, e minerais, como cálcio, iodo, ferro e fósforo. É o que afirma a bioquímica Conceição Trucom no seu livro Alimentação Desintoxicante (editora Alaúde).

O poder dos brotos

Na etapa seguinte da germinação, surgem os brotos – pequenas folhas de um verde intenso, o que revela uma alta dose de clorofila. Esse pigmento transforma a energia solar em energia química para alimentara planta, e você também ganha com isso.“A clorofila ajuda a aumentar a disposição física”,diz a nutricionista Patrícia Ambrogi,de SãoPaulo. Seu objetivo é ganhar músculos? Então aposte nos brotos de grão-de-bico, trigo, lentilha e feijão. Um estudo do Departamento de Ciências e Tecnologia da Universidade de Campinas (Unicamp) mostrou que esses grãos e leguminosas têm uma quantidade significativa de leucina, valina e isoleucina – aminoácidos de cadeia ramificada que formam o BCAA, importantes para a recuperação e o ganho de massa magra depois dos exercícios de força. Sugestão: bata um punhado de grama de trigo (é encontrada em alguns supermercados dentro de pequenos vasos)no shake pós-treino.

Publicidade