Existem diferenças nutricionais entre o tomate cru, no molho ou refogado?

Respondemos a dúvida da leitora @anamarciav_

Por Amanda Panteri Atualizado em 30 mar 2021, 14h16 - Publicado em 19 mar 2021, 13h24

Sim! A nutricionista @nataliabarros.nutri explica que o tomate é riquíssimo em micronutrientes (vitaminas e minerais). E diferentemente de muitos outros frutos, ele é mais nutritivo quando consumido após passar por um processo de aquecimento do que quando consumido cru, sabia?

“Muitas doenças ocorrem devido aos danos oxidativos que são causados pelo excesso de radicais livres formados naturalmente pelo organismo e, também, por estresse, inflamação crônica, radiação ultravioleta, tabagismo, poluentes… O licopeno, um antioxidante presente no tomate é um dos mais eficientes neutralizadores dos radicais livres.⠀

Porém, nossa capacidade de absorção de licopeno é pequena quando o tomate está cru.⠀

Isso não significa que o tomate cru não possui ótimas propriedades também. Inclusive, o tomate cru possui quantidades maiores de vitamina C do que o tomate aquecido, pois no processo de aquecimento, a vitamina C é perdida.⠀

Portanto, o tomate aquecido possui mais licopeno biodisponível do que o tomate cru, e o tomate cru possui mais vitamina C do que o tomate aquecido.” ⠀

Continua após a publicidade

A nutri ainda deixou uma receita deliciosa como dica! Confira clicando nas setas para o lado:

RECEITA DE MOLHO DE TOMATE CASEIRO⠀

View this post on Instagram

A post shared by BOA FORMA (@boaforma)

Leia também:

Continua após a publicidade
Publicidade