6 novos tratamentos estéticos para gordurinhas, celulite e flacidez

Atenção, apaixonadas por tratamentos estéticos: esses tratamentos prometem ser certeiros!

Por Gislene Pereira Atualizado em 27 out 2016, 19h19 - Publicado em 19 jul 2016, 12h19

Vanquish, o seca-barriga

Você já deve ter ouvido o nome dele no Snapchat – e visto fotos de antes e depois de cair o queixo. O Vanquish é o novo hit para quem quer perder gordura localizada no abdômen e aquele pneuzinho na lateral da cintura que pula ao vestirmos um jeans mais justinho. “O grande diferencial é sua tecnologia patenteada de radiofrequência seletiva (sem contato com a pele)”, aponta a dermatologista Luciana Macedo, chefe do Departamento de Cosmiatria do Hospital Heliópolis, em São Paulo. Ela permite tratar áreas maiores do que na criolipólise, sucesso do último verão, que só ataca a gordura de pequenas regiões. Funciona assim: o aparelho emite energia para aquecer as células adiposas, que são destruídas e eliminadas pelo sistema linfático. Nos próximos meses, desembarca por aqui uma ponteira para tratar também o culote. 

SESSÕES: Recomendam-se quatro sessões semanais de 45 minutos para ver a cintura ficar mais fina – sem dor ou hematoma. 
PREÇO: A tecnologia é nova e patenteada, por isso o custo ainda é alto: vai de R$ 1,2 mil a R$ 1,8 mil por sessão. 
CONTRAINDICAÇÃO: Grávidas, lactantes, portadores de marca-passo ou DIU de cobre, portadores de doenças autoimunes ou crônicas descompensadas, infecções locais.

 

Publicidade


Combo completo com Exilis

Quer remodelar braços e coxas? Ok. Diminuir a celulite? Pode também. Deixar tudo mais durinho? Opa! O Exilis, um aparelho de radiofrequência monopolar de última geração, dá uma forcinha para realizar esses desejos. Ondas térmicas aquecem a derme (reforçando a rede de colágeno) e as células de gordura (que morrem). “Ele age tanto na profundidade quanto na superfície com segurança, pois dispõe de dispositivos modernos de controle da temperatura da pele”, diz Luciana. Apesar disso, o calor pode causar desconforto, minimizado pela função de resfriamento, e deixar a pele avermelhada por algumas horas. 

SESSÕES: De quatro a oito, semanais. Mostra bons resultados a partir do primeiro mês, tanto em áreas com pouca quanto com muita gordura. 
PREÇO: De R$ 600 a R$ 800 cada sessão. 
CONTRAINDICAÇÃO: Grávidas ou lactantes, portadoras de marca-passo ou implantes metálicos.

 

Continua após a publicidade

Sculptra, agora para o corpo

No mundo da beleza, muitas descobertas acontecem por acaso. Foi assim com o preenchedor e bioestimulador Sculptra: no começo, ele era indicado apenas para combater a flacidez do rosto. “Porém, após alguns usos off-label [quando uma substância, ou tecnologia, é empregada em uma finalidade diferente da definida pelo fabricante] em  concentração menor, os médicos descobriram que também era possível melhorar a flacidez corporal (barriga, interno de coxas, braços e bumbum)”, diz o dermatologista Claudio Wulkan, da Sociedade Brasileira de Dermatologia. O especialista explica que o ácido poli-l-lático estimula a pele a gerar novas fibras de colágeno, que trazem firmeza. 

SESSÕES: Duas ou três, com intervalo mensal de picadinhas desconfortáveis. Hematoma e inchaço durante alguns dias após o procedimento são comuns. 
PREÇO: Vai de R$ 1 800 a R$ 2 800. 
CONTRAINDICAÇÃO: Não deve ser feito em áreas com infecções de pele ou em pacientes com doenças autoimunes.

 

Continua após a publicidade

Corpo desenhado com SculpSure

Encarar a lipoaspiração – e todo aquele sofrimento pós-cirúrgico – causa calafrios na maioria de nós, certo? O aparelho apresentado no Encontro Anual da Academia Americana de Dermatologia é uma alternativa para quem quer redesenhar as curvas sem sentir dor e correr riscos. “Trata-se de um laser que tem afinidade com a gordura associado à sucção a vácuo, que induz a quebra dos adipócitos em grandes áreas, melhorando o contorno corporal”, diz a dermatologista Cláudia Magalhães, de Recife. Como apresenta quatro cabeçotes, permite tratar abdômen e flancos ou coxas e culote em uma única sessão. 

SESSÕES: Apenas uma, de 25 minutos. O resultado aparece entre duas e quatro semanas. 
QUANDO CHEGA: Ainda não há previsão. 
CONTRAINDICAÇÃO: Gestantes e pacientes com doenças autoimunes, como lúpus.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Fim do furo com Cellfina

Ela se instala sem rodeios no corpo de magrinhas, cheinhas, mulheres atléticas e aquelas que vão raramente à academia. Ainda assim, é difícil lidar com a presença da celulite quando ela vem em forma de furos profundos (graus 3 e 4). “Uma agulha do pequeno aparelho entra quase horizontalmente no tecido subcutâneo para desfazer a fibrose formada embaixo do furinho”, explica a dermatologista Paola Garambone, do Rio de Janeiro. É semelhante à subcisão que já é feita manualmente, mas mais precisa e com menor risco de hematomas.

SESSÕES: Uma, com anestesia local. Os resultados duram até três anos. 
QUANDO CHEGA: Apenas em 2017. 
CONTRAINDICAÇÃO: Não há. Mas pacientes que fazem uso de anticoagulantes podem apresentar um hematoma grande.

 

Continua após a publicidade

Três vezes Velashape

Se você algum dia já pesquisou sobre procedimentos corporais, já deve ter lido sobre o Velashape. “É o tratamento mais buscado para celulite e flacidez”, diz Daniela. Ele chegou à sua terceira versão, muito mais potente. Agora, além de tratar os furinhos e a falta de firmeza, também vai combater a gordura localizada e ajudar na definição do contorno corporal. A tríade de sucesso continua a mesma: radiofrequência bipolar, infravermelho e vácuo, responsáveis por estimular o colágeno no bumbum, interno de coxas e de braços e no abdômen. Praticamente indolor, não exige tempo de recuperação – mas a alta temperatura pode incomodar. 

SESSÕES: Enquanto a versão anterior do aparelho requer de 12 a 15 sessões, a nova pede de uma a três. 
QUANDO CHEGA: Nos próximos meses. 
CONTRAINDICAÇÃO: Consulte seu médico caso esteja grávida, amamentando ou tenha marca-passo.

Preços pesquisados em abril de 2016 com os fabricantes.

Continua após a publicidade
Publicidade