Continua após publicidade

Piora da caspa no frio: por que acontece e como evitar

Notou a piora da caspa durante os dias mais frios? Descubra o que fazer para lidar com isso!

Por Juliany Rodrigues
Atualizado em 2 jul 2024, 21h15 - Publicado em 28 jun 2024, 18h00

Durante o inverno, quem sofre com a caspa pode notar uma piora da condição, uma vez que o ar seco e as baixas temperaturas favorecem o ressecamento do couro cabeludo.

Além disso, para se proteger do frio, muitas pessoas acabam utilizando chapéus ou gorros por um tempo prolongado, o que pode abafar o couro cabeludo, aumentando a oleosidade e contribuindo para o crescimento de fungos na região.

“Vale destacar que, nos dias mais frios, as pessoas tendem a tomar banhos mais quentes e longos, o que pode causar a remoção dos óleos naturais do couro cabeludo”, afirma o Dr. João Gabriel Nunes, tricologista.

Outro fator que pode agravar a caspa durante o inverno é ficar muito tempo sem lavar os fios, segundo a Dra. Letycia Lopes, dermatologista. Saiba mais a seguir!

O que é a caspa? Quais os sintomas?

“A caspa ocorre quando as células mortas da pele se acumulam no couro cabeludo e formam flocos brancos ou amarelados que podem ser visíveis no cabelo e até mesmo cair nos ombros”, resume a Dra. Letycia Lopes, dermatologista.

Continua após a publicidade

Os sintomas desse problema incluem descamação, coceira, vermelhidão, irritação e sensação de queimação no couro cabeludo. Em casos mais graves, pode acontecer a perda exagerada dos fios de cabelo.

“Os fatores de risco da caspa são diversos, por exemplo, excesso de oleosidade, influência genética, estresse, não lavar o cabelo com frequência, utilizar acessórios na cabeça por longos períodos, tabagismo e uso de certos medicamentos”, lista o tricologista.

Quais as áreas mais afetadas pela caspa?

Apesar de ser mais frequente no couro cabeludo, a caspa pode surgir em outras áreas, entre elas, sobrancelhas, pálpebras, bordas do  nariz, atrás e dentro das orelhas, barba e bigode, segundo o Dr. João.

Como é feito o tratamento da caspa?

Não existe uma cura para a caspa, portanto, o tratamento tem como principal objetivo aliviar e controlar os sintomas.

Para determinar o tratamento ideal, é preciso contar com a ajuda de um profissional, para que ele realize uma avaliação individualizada do seu caso, investigando as causas subjacentes e a gravidade da condição.

Continua após a publicidade

“Podem ser indicados shampoos à base de antifúngicos ou à base de ativos como ácido salicílico e piritionato de zinco”, afirma a Dra. Luciana Passoni, médica referência em ciências capilares e CEO da Passoni Clinic.

“Em situações mais severas, medicamentos antifúngicos via oral ou injetáveis podem ser necessários”, conta o tricologista.

Mudanças na dieta também podem ajudar a lidar com a caspa. “É recomendado consumir mais alimentos ricos em zinco, gorduras saudáveis e vitaminas do complexo B“, orienta Nunes.

“Como o estresse pode ser um gatilho para a caspa, é importante cuidar bem da saúde mental para diminuir os sintomas do problema”, acrescenta a CEO.

Como evitar caspa no frio?

Para evitar a piora da caspa no frio, aqui vão algumas dicas fundamentais:

Continua após a publicidade
  • Na hora do banho, não utilize a água em altas temperaturas;
  • Não fique coçando o couro cabeludo toda hora, para não piorar a irritação;
  • Lave o cabelo regularmente com um shampoo suave;
  • Tente reduzir o estresse;
  • Siga uma dieta equilibrada e rica em nutrientes;
  • Se for utilizar secador, prefira deixar a ferramenta no modo frio ou morno;
  • Não durma com os cabelos molhados ou úmidos;
  • Não use chapéus ou gorros por muito tempo;
  • Consulte um dermatologista.
Publicidade