Qual a diferença entre óleo de banho e hidratante?

O hidratante age na cama mais interna da pele enquanto o óleo na camada superficial da pele. Quando combinados, há grandes benefícios

Por Amanda Ventorin Atualizado em 17 jun 2022, 11h35 - Publicado em 21 jun 2022, 11h27

Já podemos dar adeus as temperaturas altas e dar boas vindas ao clima frio do inverno – que começa no dia 21 de junho. Dividindo opiniões, uma coisa é unânime quando o assunto é a estação: As temperaturas baixas e ventos cortantes exigem uma redobrada na hidratação da pele. Mas após o banho, o que é melhor para hidratar a pele do corpo: óleos ou creme? O uso combinado dos dois é mais eficiente?

O QUE É MELHOR? HIDRATANTE OU ÓLEO DE BANHO? 

A praticidade da aplicação, o perfume que oferecem ao corpo, a ação hidratante externa e a nutrição da pele são algumas das similaridades entre o creme e o óleo de banho, porém sua principal diferença entre os produtos está no modo como atuam na cútis. O hidratante corporal penetra na pele, enquanto o óleo de banho tem uma ação mais superficial. 

“O óleo de banho não hidrata a pele tanto quanto o creme, pois ele apenas lubrifica e cria um manto lipídico externo na derme enquanto o hidratante age de maneira profunda” conta Maria Eduarda Pires, médica dermatologista.

Mas isso não quer dizer que você deva escolher entre um ou outro. Combinar o óleo de banho e o hidratante traz mais benefícios para a pele, afinal, os produtos têm funções complementares. “Recomendo o uso combinado dos dois produtos, principalmente em dias frios, quando as duchas quentes são mais frequentes e podem ressecar ainda mais a pele. O óleo de banho e o hidratante corporal são opções que mantêm a barreira cutânea protegida, a boa aparência da derme e oferecem um boom na hidratação corporal”.

A IMPORTÂNCIA DA PELE HIDRATADA

A hidratação da pele previne possíveis irritações, ameniza o aspecto esbranquiçado, melhora a textura e ajuda na proteção contra os efeitos negativos de agentes externos como poluição, clima seco e fatores alimentares. Além disso, uma pele sem os cuidados e hidratação necessários perde sua capacidade de defesa, o que possibilita a ocorrência de infecções, criando fissuras e escamas imperceptíveis na derme.

Continua após a publicidade

“Os cremes e óleos hidratantes são produtos que têm o objetivo de recuperar o estado equilibrado e saudável da pele, pois o tecido cutâneo depende da presença de água para manter a saúde e suas funções, como elasticidade e proteção. Cada um desempenha uma ação e absorção específica”, explica a farmacêutica especializada em beleza, Claudia Souza, sócia da Dermatus, marca carioca e especializada em dermocosméticos há 40 anos.

O que são óleos de banho?

De acordo com Maria Eduarda, os óleos de banhos são produtos de limpeza corporal que têm a função de lubrificar a pele. Além disso, possuem ação antioxidante, nutrem, tonificam e restauram o equilíbrio superficial da barreira cutânea.

Eles interagem com a pele através de seus ingredientes emolientes oclusivos (que evitam a evaporação da água), formando uma barreira protetora na camada superficial da pele, ou seja, evitam que ela perca água e garantem a hidratação da derme. O óleo é ideal para peles secas e ressecadas. Indicado para o uso durante ou após o banho, ainda com a pele úmida.

E os hidratantes?

Os hidratantes corporais são produtos capazes de agir profundamente na pele, bloqueando a umidade e promovendo a nutrição da derme. E mais, essas substâncias possuem ação preventiva contra o envelhecimento precoce da pele.

Os cremes penetram mais profundamente na pele repondo a hidratação epidérmica e dérmica. Agem na pele através de três mecanismos: Oclusão, Umectação e Hidratação.

  • O processo de oclusão são quando as substâncias formam uma barreira na pele que evita a evaporação da água – óleos e manteigas vegetais, lipídeos (ceramidas), e silicones.
  • A umectação ocorre através de substâncias que atraem água para pele mantendo a hidratação (ureia, glicerina, d-Pantenol)
  • Já a hidratação que atua mantendo a integridade da barreira cutânea, ou seja, agem de maneira mais ativa penetrando profundamente nas camadas pele (ácido hialurônico) responsável pela proteção da cútis. Um bom hidratante tem a capacidade de impedir a perda de água, assim como os óleos, porém o hidratante tem a capacidade de atingir as camadas mais profundas da pele.

 

Continua após a publicidade

Publicidade