Terapia e felicidade, com Priscila Conte Vieira A psicóloga Priscila Conte Vieira (CRP 08/30418), especialista em psicologia positiva, auxilia você a ter uma vida mais leve e mais feliz!

Felicidade não se busca, se vive!

No meio termo entre prazer e propósito, é possível concretizar boas escolhas e construir mais felicidade

Por Priscila Conte Vieira Atualizado em 26 mar 2021, 19h41 - Publicado em 27 mar 2021, 09h00

Você sente que está sempre tentando ser mais feliz, mas não necessariamente conseguindo? Nesse texto, te ensino a encontrar formas práticas de parar de buscar a felicidade e passar a vivê-la!

Usarei como base de nossa reflexão o livro Felicidade Construída, onde Paul Dolan, o autor, entende a felicidade como um ponto de equilíbrio entre Prazer e Propósito

Você pode estar se perguntando, o que de fato é considerado Prazer e Propósito, então vamos lá! O prazer é compreendido como o contentamento, diversão, entusiasmo, são coisas que fazemos que nos trazem emoções positivas. Por sua vez, o propósito está ligado com uma vida repleta de sentido, com o que de fato importa para cada um, como nos sentimos frente às coisas, nossa satisfação, onde colocamos nosso foco, envolvimento e competência, e também a forma como podemos contribuir com os outros e com o mundo.

Ou seja, a felicidade se encontra em uma vida prazerosa e significativa,  . Pois, se focarmos apenas no que nos traz bem estar momentâneo, o prazer, não conseguiremos sustentar por muito tempo. E se só estivermos imersos no nosso propósito, talvez essa felicidade possa demorar muito a chegar. Então é uma questão de autoconhecimento, junto com consciência, para colocarmos isso nos nossos dias, com leveza!

Agora, como colocar isso na prática? Tire um tempo e faça algumas anotações:

  • Quais são as atividades que você já faz, que te dão prazer?
  • Quais são as atividades que você já faz, que te dão senso de propósito?

Agora pense se tem algo a mais que você gostaria de incrementar nas listas e coloque como uma meta para o futuro!! Por exemplo: gostaria de patinar no parque; gostaria de fazer mais ações de voluntariado; gostaria de iniciar um novo trabalho; gostaria de tentar um novo hobby… 

Continua após a publicidade

Parando para se perceber, quanto tempo do seu dia você tem se dedicado a essas atividades? Por aqui, diversas vezes percebo que estou muito imersa no meu trabalho e nas obrigações do dia a dia, que até esqueço de tirar alguns momentos de prazer – como conversar com alguns amigos, ver um episódio da série que estou acompanhando, jantar com mais calma e atenção. Ao mesmo tempo, nos finais de semana, eu tendo a curtir muuuuito os momentos de prazer e me desligar de tudo. Mas se eles são 100% do meu tempo, até perdem a sua intensidade, pois deixo de aproveitá-los completamente, por se tornarem comuns! Por isso, busco incrementar meu propósito no prazer – ao ler um livro sobre psicologia, criando conteúdo relevante no Instagram, tendo conversas mais profundas sobre propósito, trabalho e futuro com pessoas mais próximas…

Qualquer indivíduo que vive a vida apenas de prazer, ou de propósito, acaba deixando de viver as coisas como são. Deixando de aproveitar os momentos de descanso ou até mesmo podendo se perder na organização e esquecer de colocar os objetivos em prática. 

O equilíbrio e a consistência são as grandes chaves para esse sucesso que chamo de felicidade! E ah, também é extremamente importante salientar que é impossível ser feliz o tempo todo, ok? Afinal, o que seria da vida, se não tivéssemos os momentos desafiadores, para prestigiarmos os bons ainda mais?! Por isso, lembre-se: felicidade não se busca, se vive!

Então mãos à obra! O que você pode fazer a partir de hoje para focar mais no equilíbrio entre seu prazer e propósito? Vamos juntos nessa jornada!!

Próximo texto: não me sinto tão feliz, e agora? Ser mais feliz é uma questão de tirar o foco do negativo e colocá-lo no positivo, mudando nossos pensamentos e comportamentos! Se você não se sente tão feliz quanto gostaria, talvez seja pois está com a atenção voltada para outro lado.

_________________________

Oi, eu me chamo Priscila Conte Vieira, mas pode me chamar de Pri! Sou psicóloga, palestrante e mentora. Atuo na psicologia clínica, sou especialista em Psicologia Positiva, pós graduanda em Terapia Cognitivo Comportamental, master em autoconhecimento, coach de vida, practitioner em PNL e também criadora do Podcast Respira, não pira (que tal dar uma conferida lá no Spotify?!)

  • Continua após a publicidade
    Publicidade