Boa Beleza, por Larissa Serpa As novidades do universo de beleza (e algumas belas reflexões)

Testei uma coloração de cabelo vegana

Ela promete manter a saúde dos cabelos e do meio ambiente

Por Larissa Serpa 22 abr 2022, 11h49

Tem algo muito satisfatório em tingir o cabelo: a sensação de mudança na aparência vem acompanhada de um impulso para a vida, algo como “agora sou a EU nova, que vai arrasar”. Mas e se esse “eu” novo fosse mais sustentável, a começar pela própria tintura?

Por outro lado, vem aquele pensamento: será que uma tintura vegana realmente funciona? Eu testei uma nova tinta profissional vegana para me tornar uma morena rica (sim, é uma tendência) e conto pra vocês:

A TINTA

Infelizmente, quase todas as colorações de cabelo são testadas em animais. Além de alguns conterem produtos e ingredientes de origem animal na fórmula (como a proteína de origem animal queratina, ou a glicerina de origem animal).

Mas o produto que eu usei foi o Color Delicaté, da Amend, uma tinta dermatologicamente testada, hipoalergênica, sem amônia e PPD, livre de glúten, parabenos e óleo mineral e totalmente vegana.

A marca, especialista em haircare, levou dois anos no desenvolvimento da fórmula, trazendo para os consumidores um blend especial com 12 óleos selecionados para uma nutrição avançada, sendo eles: óleos de argan, noz de karité, semente de algodão, coco, macadâmia, chá
verde, camomila, aloe, cálamo, mirra, oliva e canela, que protegem os fios do ressecamento, repondo a lubricidade e vitalidade e proporcionando maior controle do frizz.

“O lançamento é um grande aliado para quem possui algum tipo de alergia ou está colorindo os fios pela primeira vez”, conta André Cintra, CEO da Amend.

Continua após a publicidade

E esse era — quase — meu caso. Eu já pintei o cabelo antes mas, há alguns anos, ele estava completamente virgem e saudável. Eu até tinha vontade de pintar mas minha preocupação era em manter a saúde dos fios — que foi para o saco da última vez que eu descolori.

O PROCESSO

Eu fiz a tintura no salão C.Kamura, em São Paulo, com a cabeleireira Morgana Rocha e me surpreendi com a agilidade do processo.

Cheguei no salão munida de laptop e um livro, preparada para passar algumas horas na cadeira, mas em 30 minutos a descoloração estava feita.

Claro, em partes isso é por conta de a gente não tentar chegar em um loiro claríssimo mas sim em um moreno iluminado mas, ainda assim, foi uma ótima surpresa.

Após tirar o descolorante (também da Amend, que as cabeleireiras me contaram ser o queridinho delas pois é menos agressivo nos fios), fui para o lavatório e apliquei a tinta vegana.

RESULTADO

morena rica
Morgana Rocha/Acervo pessoal

Já tem agora algumas semanas do meu cabelo “morena rica” e estou amando. Principalmente por conta da saúde que se manteve nos fios. Meu cabelo não ficou elástico nem sem brilho — pelo contrário, ele está até mais brilhoso!

Continua após a publicidade

Publicidade