Daniela Mattos Yoga com propósito, por Daniela Mattos Daniela Mattos encontrou na prática de Kundalini Yoga um caminho para a cura e sua verdadeira missão de vida. É autora do livro 'Sat Nam — Você É Seu Próprio Guru'.

Os ciclos da vida segundo o Kundalini Yoga

Por Daniela Mattos 25 jul 2022, 16h10

Em uma sociedade que está perdendo o bom-senso a cada dia que passa e onde tudo está disponível na ponta dos dedos, crianças e adolescentes passam a ter cada vez mais acesso a informações em um momento da vida em que talvez ainda não estejam maduros o suficiente para compreender. E se hoje ainda não conseguimos vislumbrar as consequências desse ato, veremos o desenrolar nos próximos anos.

Hoje, eu quero compartilhar com vocês os três ciclos da vida segundo o Kundalini Yoga. A ideia é que a partir desses ensinamentos seja possível compreender melhor se essas informações a que as crianças estão expostas são apropriadas ou não para que assim seja possível guiá-las de acordo com esses princípios.

Esses ciclos de desenvolvimento nos ajudam a fazer um balanço entre a nossa consciência, a inteligência aplicada (street smart) e a nossa estrutura física. Esses três pontos funcionam como mares de energia, onde cada ciclo acontece no seu próprio tempo; em conjunto, eles nos ajudam a desenvolver os aspectos do nosso ser.

 

CICLO DA CONSCIÊNCIA DE SETE ANOS 

Considerado o principal período para a formação da identidade e da consciência, o ciclo de consciência de sete anos funciona como se fosse uma espécie de lente de como enxergamos o mundo. Esse período é o que vai determinar valores, gostos e é fundamental para entendermos o nosso propósito na vida.

O desenvolvimento começa ainda no útero da mãe – segundo Yoga, 80% da personalidade é formada a partir de experiências intrauterinas. O ciclo de sete anos também é importante para o desenvolvimento de cada chakra. Por exemplo, nos primeiros sete anos é desenvolvido o chakra raiz. Dos sete aos 14 anos, o segundo chakra, dos 14 aos 21 anos o terceiro chakra, e assim por diante. Aos 49 anos, com a evolução do sétimo chakra, o ciclo se reinicia e o primeiro chakra passa a ser trabalhado novamente.

Costumo usar esse conhecimento para ajudar em meu discernimento sobre o que devo ou não expor aos meus filhos. Por isso, gostaria de comentar aqui sobre os dois primeiros ciclos da consciência. Segundo o Kundalini Yoga, tudo o que você mostrar para uma criança de até sete anos ficará para sempre marcado no alicerce da consciência dela, fará parte dos gostos e desgostos, fará parte da sua personalidade. Embora essas informações fiquem presentes em nossa consciência, isso não significa que não é possível mudar. É possível superar algo marcante que ocorreu nessa idade, mas é preciso trabalhar duro para mudar algo que faz parte do pilar da identidade. Kundalini Yoga kriyas e terapias como hipnose, por exemplo, podem ajudar.

Outra lição que eu aprendi com esses ensinamentos é que expor crianças a temas ligados à energia sexual antes da puberdade não é construtivo. Segundo o Kundalini Yoga, o final do desenvolvimento desse nível de consciência acontece em torno dos 14 anos. Por exemplo, respiração de fogo, um pranayama que trabalha o segundo chakra não deve ser praticado por crianças que ainda não atingiram a puberdade. Dica: existem várias práticas que podem ajudar nesses dois primeiros ciclos de consciência, entre elas a Kirtan Kriya.

Já no período entre os 14 e os 21 anos acontece o desenvolvimento do terceiro chakra. Autoestima, autoconfiança, como lidar com o poder, autoridade e ambição serão pontos desenvolvidos nesse período. Dica: uma prática que pode ser bem útil é o Sat Kriya. Sat Kriya trabalha os três primeiros chakras e pode ser ótimo para elevar a energia sexual – agora já pronta para ser trabalhada – para os centros superiores de energia (chakras 4, 5, 6 e 7).

Continua após a publicidade

 

CICLO DA INTELIGÊNCIA DE ONZE ANOS 

Esse ciclo da inteligência enfatiza a nossa habilidade de manifestar nossos pensamentos e a capacidade de utilizar a nossa inteligência para dirigir ou motivar nossas ações. Até os 11 anos de idade, as crianças estão “aprendendo a aprender”. Entre os 11 e os 22 anos, a inteligência é aplicada na abordagem de grupos e parceiros. A partir dos 22 anos, inteligência e estratégias que foram aprendidas e utilizadas até agora serão testadas novamente, mas agora no mundo afora.

De maneira simples, a criança está se conhecendo para entender como funciona o mundo. Uma vez que ela tem essa leitura, utiliza o que aprendeu para entrar em grupos sociais, sendo que no início o foco será direcionado para situações e ambientes próximos. Em torno dos 22 anos, o jovem adulto já estará mais maduro para olhar adiante.

Ou seja, aquela coisa que os pais falam: “não façam nada permanente até você ter mais idade”, tem um fundamento do ponto de Kundalini Yoga, pois não é em torno dos 22 que o jovem começa a ter uma visão mais madura e ampla do mundo e de si mesmo. Dica: se o jovem já tem interesse na prática Sodarshan pode ser muito útil nesse período.

 

CICLO DA ENERGIA DE DEZOITO ANOS

Esse ciclo é muito interessante. Quando nascemos estamos com a energia a mil, com o metabolismo em desenvolvimento, e o nosso corpo não para. Chegamos ao universo com toda a força(prana) e nesse início essa energia tem o foco de desenvolver o nosso corpo físico, e também nos faz naturalmente impulsivos. Com o passar dos anos (de 18 em 18 anos) notamos que essa energia começa a ficar mais sutil. Esse é o ciclo natural. Por isso, muitos jovens e adolescentes são tão impulsivos e instintivos.

Conforme o tempo passa, essa energia vai ficando mais sutil, e dando espaço para a intuição e sabedoria. Infelizmente, a sociedade hoje em dia está sempre a mil por hora, e quando vamos atravessando esse ciclo, muitos de nós acabam tomando estimulantes como café, ou energéticos para compensar. Existe maneira de trabalhar o prana – essa energia de forma natural com práticas de Kundalini Yoga, resgatar vitalidade- sem ter o efeito colateral que muitas vezes essas substâncias trazem. Dica: despertar os dez corpos é uma kriya ótima para equilibrar o seu nível de energia.

Ter conhecimento desses ciclos pode ser muito útil, não só para saber o que filtrar ou não para os pequenos, mas para auxiliar os adolescentes – principalmente quando eles querem fazer mudanças radicais para pertencer a um grupo ou até mesmo se encontrar (dilemas de terceiro chakra). É também útil até mesmo para nós, pais e mães que muitas vezes estamos exaustos e reclamamos por não ter mais vitalidade como antes. Essas práticas estão todas disponíveis no meu canal do youtube, aproveitem!

Muita Luz, Verdade e Sat Naam.


Daniela Mattos é escritora e instrutora de yoga e meditação em português e inglês para adultos e crianças. Especializada em Kundalini Yoga, ela compartilha com as pessoas técnicas de meditação e yoga para que também elas possam melhorar suas próprias vidas. É autora de “Sat Nam – Você é seu próprio guru” e produz conteúdo para seu canal no YouTube, o Daniela Mattos – Kundalini Yoga. 

Continua após a publicidade

Publicidade