Mau humor por causa da dieta? Aprenda a driblar a situação

Dietas com restrição de carboidrato dão resultado rápido, mas trazem muitos efeitos colaterais. Um deles é o mau humor. Saiba como driblá-lo

Por Marcia Kedouk 3 abr 2017, 11h53

Ficar de bem com a vida durante o período de privação de comida é querer demais. E a ciência está aí para mostrar que dieta radical e mau humor sempre dão match.

Isso tem a ver com uma substância cerebral chamada serotonina, que regula o humor, o sono e o apetite. A fabricação desse neurotransmissor depende do suprimento de um aminoácido essencial, o triptofano, presente em alimentos que contêm proteína.

“Mas a disponibilidade da serotonina no cérebro depende do carboidrato. Ele facilita a entrada do neurotransmissor no sistema nervoso”, comenta o endocrinologista Marcio Mancini. Cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, afirmam: além de deixar você mal-humorada, a falta de serotonina dificulta o controle de emoções ligadas à raiva e à agressividade.

Leia mais: Como driblar a dor de cabeça e a indisposição durante a dieta

COMO AMENIZAR

Se o programa de emagrecimento proíbe até mesmo os alimentos fonte de carboidrato complexo, como batata-doce, mandioca e cereais ou grãos integrais, pratique atividades que proporcionem prazer. “Muita gente não tem outra felicidade que não seja comer. E, quando restringe drasticamente essa fonte de satisfação, fica em sofrimento”, explica Marilice Rubbo.

Para aguentar o tranco, a psicóloga sugere incluir na rotina outros tipos de entretenimento, como um hobby ou realizar passeios ao ar livre. Sair com os amigos também distrai e ajuda você a tirar o foco da comida.

 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade