O segredo para consumir açúcar sem engordar

Açúcar ou adoçante? Não importa. A resposta para uma vida saudável e sem quilinhos extra está aqui

Por Mariana Amorim (colaboradora) - Atualizado em 24 Maio 2017, 15h38 - Publicado em 2 dez 2015, 14h31

Pensando em reduzir o açúcar do cardápio para enxugar a silhueta? Calma, é preciso ter cautela. Cortar radicalmente esse ingrediente da sua dieta, pode aumentar a necessidade do organismo por alimentos ricos em carboidrato e gordura. Para você não correr esse risco, o segredo é fazer uma troca saudável – por exemplo, usar o açúcar demerara ou o mascavo no lugar do refinado e, mesmo assim, moderar na quantidade.

“A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o consumo de açúcar que você usa nas receitas doces e no cafezinho não ultrapasse 10% das calorias consumidas no dia”, explica o nutrólogo Mauro Fisberg, coordenador do Centro de Dificuldades Alimentares do Instituto Pensi do Hospital Infantil Sabará, em São Paulo. Ou seja, essa regra não se aplica ao açúcar presente naturalmente nas frutas, nos vegetais frescos e no leite.

E o uso de adoçantes? “Eles são seguros e regulamentados rigidamente. As doses que podem causar qualquer tipo de efeito colateral estão muito acima do que um adulto é capaz de consumir no dia a dia”, afirma Fisberg. O médico também não considera um problema a ingestão de bebidas industrializadas (entre elas, suco de frutas, leite de vaca e vegetais), desde que tenham um baixo teor de açúcar e sejam intercaladas com opções mais naturais.

Publicidade