Vantagens de aderir à dieta plant based – mesmo quem come carne

Defensora do vegetarianismo, a nutricionista Alessandra Luglio explica como um cardápio rico em alimentos de origem vegetal pode beneficiar a todos

Por Manuela Biz (colaboradora) - Atualizado em 17 fev 2020, 15h01 - Publicado em 31 out 2017, 18h08

Em palestra no BOA FORMA Experience, evento que aconteceu em São Paulo nos últimos dias 28 e 29, a nutricionista Alessandra Luglio, diretora do Departamento de Saúde e Nutrição da Sociedade Vegetariana Brasileira, esclareceu mitos e verdades sobre o vegetarianismo. Falta de nutrientes importantes, noções erradas do consumo de proteína e preconceito estão entre as ideias equivocadas que se propaga acerca desse modelo alimentar.

Leia mais: Como se tornar vegetariana sem ficar só na massa

“Uma dieta vegetariana bem orientada é mais equilibrada que a alimentação de muita gente que come carne”, defende Luglio. Segundo ela, há uma preocupação exagerada com o volume de proteínas a ser ingerido todos os dias (até 35% das nossas calorias diárias) – quando, na verdade, pesquisas mostram que grande parte da população tem deficiência de vitaminas e minerais encontrados em verduras, legumes e frutas.

Outro tópico abordado pela especialista é a chamada dieta plant based (“baseada em plantas”, em português). “Trata-se de uma atitude alimentar que valoriza grãos e vegetais na sua forma mais íntegra, quase como vieram da natureza, o que a gente chama de comida de verdade”, disse Alessandra.

Entenda: Nem todos os vegetarianos estão saudáveis, conclui estudo

De acordo com a nutricionista, mesmo quem não quer deixar de comer frango, peixe ou vaca pode se beneficiar desse tipo de alimentação. “Como são ricos em fibras e nutrientes, esses alimentos ajudam a acabar com a fome oculta, aquela que sentimos quando nosso corpo tem falta de uma substância específica”, explica.

Se seu objetivo for reduzir o consumo de itens de origem animal, experimente substituí-los por alimentos vegetais proteicos, como leguminosas e oleaginosas, em algumas refeições. “Tirar a carne do cardápio, além de sustentável, melhora sua alimentação porque você passa a ingerir mais vegetais e grãos”, garante a nutricionista. Só não vale virar vegetariano que vive à base de batata frita, né?

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA  

Continua após a publicidade
Publicidade