A digestão e o sono

O processo é diferente enquanto você dorme

Por Fernanda Bassette Atualizado em 10 jun 2021, 14h27 - Publicado em 25 jun 2021, 09h00

A neurologista Dalva Poyares, do Instituto do Sono, ressalta que o processo da digestão é diferente durante o sono. “Dormir de ‘barriga cheia’ após comer muito ou após ingerir alimentos de difícil digestão ou muito gordurosos pode alterar a qualidade de sono por tornar seu sono fragmentado. Sem contar com o risco de ocorrer refluxo gastroesofágico que pode também ajudar a fragmentar o sono”, alerta.

Entre os alimentos que devem ser evitados nesse período estão:

  • café: a cafeína mantém a gente mais desperta
  • álcool: em algumas situações o uso de bebidas alcoólicas pode induzir a sensação de relaxamento e até sonolência; no entanto, o efeito estimulante também pode ocorrer, o que pode afetar na qualidade do sono
  • sobremesas com açúcar: o ingrediente é energizante, exatamente o efeito oposto que buscamos antes de deitar
  • alimentos picantes e ácidos: pois eles aumentam o risco de azia ou refluxos
  • alimentos difíceis de digerir: entre eles os fibrosos e vegetais crucíferos (como o brócolis)
Publicidade