Exercícios respiratórios para dormir melhor

Eles ajudam a ter uma noite mais tranquila. Aprenda como fazer

Por Fernanda Bassette Atualizado em 12 jul 2021, 11h43 - Publicado em 12 jun 2021, 09h00

Segundo a instrutora de yoga Vanessa Zacchi, a prática de exercícios respiratórios (chamados de pranayamas) são importantes para o sono, já que a respiração e as frequências mentais são intimamente conectadas. “Quando temos uma respiração rápida, superficial e curta a mente tende a ser ansiosa e instável, com grande fluxo de pensamentos. Uma respiração lenta, longa e profunda faz com que as frequências mentais diminuam, se torne mais calma e serena”, afirmou.

Deite-se no chão em savasana (de barriga para cima) sobre uma almofada firme com a cabeça apoiada em uma pequena manta. O quadril deve estar no chão e coluna apoiada sobre a almofada, os ombros devem estar fora do apoio da cabeça para ajudar o peito se abrir. O quadril está no chão para que o abdômen fique mais baixo que o peito e assim o músculo do diafragma pode relaxar.

É muito importante ir se auto induzindo ao relaxamento muscular para que não haja qualquer tensão. Comece observando o ritmo da respiração natural como ela é e aos poucos comece a fazer com que ela fique mais lenta, longa e profunda. Tudo isso pode durar 5 minutos ou mais.

+ A insônia crônica é um transtorno comum que afeta 1/3 da população mundial

Outro exercício eficaz para a insônia é chamado Bhramari (zumbido da abelha), uma das melhores técnicas para acalmar a mente e que induz ao sono.

Deite-se na posição de savasana em um canto silencioso, com seus olhos fechados. Inspire lenta e profundamente e, ao exalar, com a boca fechada emita um som como de uma abelha (ou entoe o mantra OM de boca fechada) de forma lenta e longa sem criar tensões na garganta. Faça pelo menos 5 ciclos assim.

Por último, deite-se no chão em savasana sem o apoio da almofada, de forma relaxada, observe o fluxo natural da respiração e depois comece a alongar de leve as exalações, inspire normalmente e exale mais lento e profundo do que a exalação normal, sem causar nenhuma tensão em qualquer musculatura.

Continua após a publicidade
Publicidade