Tirar férias é a melhor coisa que você pode fazer pelo seu trabalho

Na era do burnout e da depressão, priorizar os momentos de verdadeiro descanso e lazer se mostram essenciais

Por Marcela De Mingo Atualizado em 20 jul 2022, 15h31 - Publicado em 30 jul 2022, 08h00

Os últimos dois anos nos mostraram como, muitas vezes, vivemos uma rotina de trabalho insustentável. Cada vez mais, a importância de dar um tempo do trabalho e curtir as merecidas férias têm se mostrado essencial. 

“Muitos de nós vivemos o dia a dia de maneira autômata, sem nos atentarmos ao que estamos fazendo”, reflete Ricardo Massola, especialista e consultor internacional em qualidade de vida no trabalho e bem-estar. “Só reconhecemos o tempo em termos de produção, ou seja, o quanto eu produzi com o tempo que me foi dado. Não curtimos o tempo, e não percebemos o quanto ele é abstrato. Agimos e nos movimentamos sem atenção ao que fazemos, com o corpo realizando algo e a cabeça pensando em outra coisa.”

Para o profissional, nós agimos como se pudéssemos copiar as máquinas, e é para quebrar esse padrão que precisamos aproveitar as nossas férias. É por isso que o maior erro que as pessoas cometem ao tirar um merecido descanso do trabalho é não se desconectarem totalmente da profissão, perdendo oportunidades tanto de descansar verdadeiramente quanto de criar novas memórias e experiências com as pessoas queridas.  

“Quando tiramos férias e a aproveitamos com as pessoas que trazem algum significado para nossas vidas, essa causa é o reconhecimento de que há algo na nossa realidade que podemos transformar para melhor, que há momentos que são causas de alegria, de felicidade”, continua. “Tirar férias significa viver para alguma ocasião especial e nos faz reconhecer que a vida merece ser vivida, que devemos aproveitar o que os pequenos momentos nos oferecem para nos direcionar a um amor pela vida.”

A IMPORTÂNCIA DAS FÉRIAS PARA A SAÚDE MENTAL

Os benefícios das férias parecem óbvios, mas vale a pena relembrarmos quais são aqui. Em primeiro lugar, as pesquisas mostram que, quando voltam de férias bem-aproveitadas, as pessoas se sentem mais motivadas e engajadas com o trabalho. 

Fora isso, os indicadores de estresse e burnout são reduzidos de forma abrupta após o descanso, e esses efeitos podem ser prolongados por mais de um mês depois do retorno. 

Continua após a publicidade

“Outros estudos mostram uma redução no uso de medicamentos antidepressivos durante as férias e por um período após o retorno”, diz Ricardo. “As férias também interferem em questões metabólicas, reduzindo a pressão arterial, os níveis anormais de colesterol e melhoram a glicemia. Estes fatores estão associados a diversas doenças, como o infarto, o Acidente Vascular Cerebral e a diabetes.”

Se esses benefícios ainda parecem pouco para você, calma que vem mais por aí: tirar férias com a família melhora a comunicação dentro dessas relações, reduz as possibilidades de divórcio, fortalece os laços e aumenta a sensação de bem-estar tanto em adultos quanto em crianças. 

COMO PLANEJAR FÉRIAS REALMENTE RELAXANTES?

“Na hora de planejar as férias, é importante notarmos que os benefícios mentais e físicos são ótimos quando deixamos de usar esse tempo apenas como algo particular, como ficar na cama, para usarmos esse tempo para compartilhá-lo com outras pessoas”, continua o consultor. 

Por mais que dias de solitude maratonando as suas séries favoritas pareçam incríveis e sejam necessários, é importante incluir outras pessoas ou a sua família nesses momentos de descanso. 

“Mais importante que ter tudo organizado para as férias é pensar com quem você quer passá-la e quais são as atividades que você quer fazer com cada uma dessas pessoas. É isso que os estudos mostram: não importa tanto para onde você vai ou se você tem muito dinheiro disponível, mas importa com quem você está e a diversão que você tem com essas pessoas”, explica. 

As férias existem para nos lembrar não só que temos o direito ao trabalho, mas também o direito ao lazer e aos momentos de preguiça. Não é sem motivo que vimos um boom de casos de depressão e burnout nos últimos tempos: o aumento das questões mentais está relacionado tanto ao momento do mundo, mas também a uma valorização excessiva da produtividade em termos de trabalho e vida profissional. Por isso, priorizar o descanso e os períodos de desconexão com o trabalho são extremamente necessários.  

“Um dos mais importantes filósofos do cristianismo, Santo Agostinho, diz que o tempo é uma distensão dos movimentos da alma. Ou seja, o passado e o futuro são construídos pelas experiências da sua alma. Portanto, construa experiências, desfrute seu tempo livre nas férias”, finaliza. 

Continua após a publicidade

Publicidade