Experimentei uma aula de Fit Dance

Sabe a diferença entre ela e a aula de Zumba? Vem que eu te explico

Por Larissa Serpa 22 fev 2022, 12h08

Verdade seja dita: eu não sou nenhum estranha a danças. Meu sonho (que deu errado) era ser uma das dançarinas do Pussycat Dolls, por isso eu sou a primeira a marcar uma aula para aprender coreografias, se surge em alguma plataforma online. Mas isso está bem longe de significar que sou boa nelas.

O motivo para eu marcar as aulas online, aliás, é esse: eu fico bem atrás do nível do resto da turma, sempre. E na minha casa, posso desligar a câmera e não passar vergonha.

Mas resolvi tentar uma aula de academia através do benefício do Gympass. Minha escolha foi a aula que é sucesso por todo o Brasil em diversas academias: a Fit Dance.

O QUE É FIT DANCE?

Fit Dance é uma metodologia de aulas de dança para queimar calorias. É um método patenteado que as academias contratam para darem a aula em sua grade. Cada aula tem duração de uma hora.

FIT DANCE X ZUMBA

Se você já é um aficionado por exercícios de dança, também pode ter experimentado a Zumba. Embora ambos os estilos de treino estejam enraizados na dança e combinem uma variedade de movimentos de cardio, a premissa é um pouco diferente.

A Zumba tem origem na Colômbia e é inspirada em estilos latinos e dançantes como salsa. Suas coreografias são mais simples para ter foco na parte de cardio.

Já, o FitDance foi criado no Brasil e, por isso, também incorpora uma variedade de estilos de dança, mas mais ao som do axé, sertanejo, pagode e funk, além do pop. Diferente da Zumba, que você não necessariamente vai ouvir o que está bombando no momento, o FitDance foca bastante nos hits e a ideia é dançar, dançar, dançar, como uma festa. As coreografias são um pouco mais elaboradas — mas nada muito difícil, para todos poderem acompanhar.

O QUE ESPERAR DE UMA AULA DE FIT DANCE

O nome já adianta: passos de dança adaptados para o universo fitness.

Continua após a publicidade

O professor da aula na BodyTech, onde treinei, começou a aula com coreografias que a turma já havia aprendido, então as direções para cada movimento foram rápidas e eu achei que não conseguiria acompanhar — lembrando que eu sou bastante descoordenada, várias alunas iniciantes acompanharam sem problemas.

Mas logo ele passou uma música nova e, agora sim, as instruções eram mais focadas na didática — mas ainda sem nada de ritmo lento, porque o movimento quase constante é uma necessidade da aula, para a queima de calorias. Ainda assim, foi bastante simples aprender.

Tudo foi passado parte a parte e eu consegui pegar fácil mas, claro, quando juntou tudo para fazer a música toda de uma vez, eu me embaralhei.

Porém isso não é um problema porque, o que eu percebi, é que o segredo é a repetição. Essa coreografia aprendida hoje vai ser incorporada à próxima aula, e à próxima e à próxima. É por isso que, nas coreografias anteriores, eu fui a única que fiquei perdida enquanto os outros alunos pareciam ter muito mais facilidade: eles já repetiram essa música nas anteriores, até pegar o ritmo.

 

O QUE USAR PARA A AULA

Eu usei meu uniforme de treino habitual: leggings, top esportivo e tênis de corrida. Desde que você seja capaz de se mover confortavelmente, sua roupa está ok.

A CONCLUSÃO

Não é uma aula para quem quer aprender a coreografia perfeita das músicas. O professor não pausa para corrigir as dificuldade de cada aluno especificadamente, até porque a ideia não é fazer uma coreografia perfeita, mas se divertir.

Ou seja, não é uma aula para quem quer aprender a dançar perfeitamente, mas para quem quer aprender a se soltar nas festas — com uma base das coreografias, para conseguir seguir a música, no bolso.

Essa aula foi feita pelo Gympass, que oferece acesso a diferentes academias e estúdios através de uma única mensalidade.

.

Continua após a publicidade

Publicidade