Dores ao se exercitar: Quando é hora de parar?

É normal sentir dores em um primeiro momento, mas caso o desconforto persista é hora de avaliar o exercício

Por Alice Padilha Atualizado em 26 jul 2021, 11h45 - Publicado em 26 jul 2021, 09h00

É normal sentir dores musculares e algum desconforto depois do treino, principalmente após um longo período de sedentarismo. Entretanto, conforme a rotina se estabelece, a tendência é que o incômodo diminua. “Se a dor não cessa durante o descanso depois das primeiras 48 horas após o exercício, pode ser sinal de uma lesão. Hematomas e dificuldade para contrair o músculo também não podem ser ignorados”, ensina Flávia Costa Oliveira Magalhães, diretora da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte

Nesse caso, o melhor a ser feito é buscar um especialista que possa recomendar o tratamento correto. Ignorar o problema e continuar forçando a musculatura prejudicada irá piorar o grau da lesão, o que provoca dores cada vez maiores e, em alguns casos, o afastamento definitivo da prática esportiva. Para evitar o problema, o ideal é estar sempre acompanhado de um profissional de educação física, que irá te orientar sobre intensidade, frequência e volume de exercícios.

+ Como se recuperar de um treino pesado

Em treinos em dupla ou com mais pessoas, é importante respeitar seu processo individual e evitar comparações nocivas com os colegas. “Cada pessoa tem seu ritmo. O momento de parar é quando você alcança a sua fadiga muscular (quando o músculo está ardendo) ou respiratória (quando falta fôlego para continuar). Nunca ignore seu corpo. Se precisar parar e respirar por alguns minutos, faça isso”, diz a personal trainer Bianca Pichirilli.

Continua após a publicidade
Publicidade