4 mulheres provam que todo mundo pode fazer ioga

Não existe um estereótipo para apostar na modalidade, sabia? A maior prova disso são essas quatro mulheres. Vem conhecer a história delas!

Por Redação Boa Forma - Atualizado em 22 out 2016, 19h45 - Publicado em 25 set 2015, 16h09

Fazer invertida, sossegar a mente e praticar ioga não é só para as celebridades como Gisele Bündchen, Madonna e Fernanda Lima. Os benefícios da aula estão ao alcance de todas, anônimas ou conhecidas, no mundo inteiro. Para provar que a ioga é democrática, a gente conta a história de quatro mulheres que se apaixonaram pela modalidade e conquistaram a internet:

1. Kristen Deandrade
Kristen sofre de nanismo e, aos 30 anos, mede 1,49m. Depois de passar muitas cirurgias para corrigir as imperfeições de nascença e sofrer com preconceitos pessoais, ela resolveu aceitar o seu corpo como ele é. E sabe quem mais ajudou nesse processo? A ioga. A modalidade mostrou para Kristen que amar meu corpo era essencial para melhorar o meu desempenho na modalidade. 

 

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Wherever you are, be there. #yoga #yogaeverydamnday #padangusthasana #sunset #charleston #holycity #gratefulheart #grace #inspired #intention #littlelegsbigheart #acceptance #perseverance #growth #aimtrue #shineon #fyeah #beherenow #mudra #mudrakhya #biglittleyogi

A post shared by 𝕂ℝ𝕀𝕊𝕋𝔼ℕ (@littlelegsbigheart) on

 

Continua após a publicidade

2. Yulady Saluti
Nos últimos 11 anos, ela passou por 26 cirurgias. Todas para combater o câncer de mama e um tumor no reto. As cirurgias salvaram a sua vida, mas trouxeram imperfeições e cicatrizes, que resultaram em uma forte depressão. A ioga, neste caso, veio como uma ajuda mental.  A prática diária também ajuda a guerreira a não desistir. 

 

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

#tbt My hubby @geraldsaluti is teaching a class tomorrow vino and vinyasa @barresoulnj where all the proceeds go to my many medical bills. If you are in the are come and hang with us. On Saturday @yogawithjessie is teaching another donation class @poeyoga in Far Hills nj I am so humbled and I am so grateful for all the love and support. Thank you all so very much. #Kdeer

A post shared by Yulady Saluti (@yulady) on

 

Continua após a publicidade

3. Emily Nolan
Ela é uma modelo plus size, mas aceitar as suas curvas não foi um processo fácil. O transtorno alimentar sempre foi um problema para a garota, que passou por muitas internações antes de conhecer a ioga. Aos 18 anos, a modalidade entrou em sua vida como um complemento ao tratamento tradicional. E a sensação, segundo ela, foi libertadora. Emily descobriu que não precisa mudar o corpo para ter autoconfiança. 

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Muddy dancer. 😘 #mykindoflife #trailrun #va #fairfax #burkelake #run #yoga #TOPLESSbyemily #healthybellyselfie

A post shared by Emily Nolan (@iamemilynolan) on

 

Continua após a publicidade

4. Jessamyn Stanley
A briga com a balança sempre foi um desafio para Jessamyn. Por ser uma mulher acima do peso, sofreu com preconceito e descriminação desde cedo. A ioga veio como uma maneira de superar suas barreiras emocionais. E adivinhe? A tática funcionou e ela aprendeu a lidar com desafios. 

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Hey y'all- sorry for the internet break. If you've been here since the beginning, you know that I need to unplug from time to time. I'm honestly pretty sketchy about the spread of social media- I don't know if this much internet-ing is really good for any of us. I always think it's weird when people try to be inspirational. I see it all the time on instagram- a yoga pose, lit by the sun, captioned by a vaguely inspiring quote or song lyrics. It's almost like everyone is trying to figure out how to package inspiration. It confuses the hell out of me. I've never tried to inspire. I don't have a timeline, and I abhor having my picture taken. In fact, photographing myself in spite of decades of body shame has become the key to my body acceptance. I don't post every day, and I only speak when I have something to say. Sometimes I talk about products I like. But mostly, I just practice yoga- not because I want my body to look a certain way or because I have particular spiritual goals. I'm just addicted to this very particular way I've found to feel good. To feel normal. To feel happy on a daily basis. I've been blessed with an opportunity to share my love of yoga with all of you, and I am so grateful. If you're interested in finding out more about my local #Durham, NC teaching calendar, my online #yoga classes on @streamyoga, my national teaching tour w/ @nolatrees, my youtube channels w/ demos and snippets from my home practice, or anything else, click the link in my instagram header. Top + Bottoms- @vonscheractive #Natarajasana #KingDancerPose

A post shared by Jessamyn (@mynameisjessamyn) on

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade