Posturas avançadas de yoga para você se desafiar

As sessões estão ficando muito fáceis para você? Então, que tal tentar algumas posturas mais difíceis?

Por Giovana Santos Atualizado em 20 dez 2021, 11h15 - Publicado em 25 jan 2022, 11h14

Apesar de parecer fácil e relaxante, a prática de yoga pode ser bem desafiadora — principalmente para quem está começando. A boa notícia é que, com o tempo, a gente passa a dominar as posturas, e aquela posição que parecia impossível, já não é mais. O que fazer nesse caso? Apostar em posturas mais avançadas, é claro!

“Com o treinamento regular e a percepção de evolução, o praticante pode se desafiar a executar novas posturas, que o farão obter melhores resultados”, diz o instrutor Roberto Debski, médico especializado em Medicina Integrativa.

Só é preciso tomar alguns cuidados, é claro. Preste bastante atenção no seu corpo. “Não deve haver dor, desconforto excessivo, mal estar ou limitações: esses são sintomas que podem revelar que a dificuldade da prática está além da capacidade do praticante no momento”, aconselha Roberto Debski.

Posturas avançadas de yoga

Quer testar? O especialista recomenda três. “As posturas avançadas são difíceis a princípio, e requerem dedicação e treino constante para que sejam possíveis. Deve-se fazê-las com orientação para evitar lesões.”

Tittibhasana (postura do vaga-lume)

  • Comece com o corpo inclinado para frente, com os joelhos relaxados e os pés ligeiramente mais abertos que a largura dos quadris;
  • Pelo lado de dentro das pernas, segure a parte de trás dos tornozelos com as mãos e coloque os ombros por baixo dos joelhos;
  • Posicione as mãos no chão atrás dos calcanhares, com as pontas dos dedos viradas para os calcanhares, as dobras dos punhos retas e os joelhos flexionados. Faça uma prateleira para as pernas com os braços e sente-se na parte superior dos braços e nos ombros. Pode-se flexionar os cotovelos ligeiramente;
  • Aperte as coxas contra os ombros, olhe para a frente, firme os dedões dos pés, e levante os calcanhares do chão, alongando as pernas. Respire profundamente pelo menos três vezes nessa posição.

Urdhva Dhanurasana (postura da roda)

“É uma postura menos difícil que a anterior, porém apresenta um grau de desconforto e dificuldade”, explica o especialista.

  • Comece deitada de barriga para cima, com os joelhos flexionados e os pés apoiados no chão, alinhados com a largura dos quadris;
  • Flexione os cotovelos e coloque as mãos ao lado da cabeça, alinhadas com a largura dos ombros, e os dedos voltados para os ombros;
  • Pressionando os pés e mãos contra o chão com a mesma intensidade, eleve os quadris e estique os braços. Continue pressionando os pés contra o chão, usando os dedos maiores, e afaste o tórax dos pés. Permaneça nessa posição e respire profundamente pelo menos três vezes.

Bakasana (postura do corvo)

Bakasana - posturas avançadas de yoga
Miriam Alonso/Pexels

“É uma variação da postura do equilíbrio sentada, porém com as pernas flexionadas com e apoio na parte de trás.”

  • Direcione o olhar para frente e encaixe os joelhos nas axilas, fazendo com que seu tórax fique bem aberto (fique com o olhar nessa direção durante toda a execução);
  • Apoie as palmas das mãos paralelas aos ombros e bem abertas no chão, com os polegares alinhados, apontando um para o outro;
  • Jogue o peso da cabeça e do peito para frente e eleve o quadril;
  • Então, lentamente, leve o peso para a frente das mãos e comece a levantar ainda mais o quadril;
  • Pressione os joelhos contra o tríceps para estabilizar a postura. Permaneça de cinco a dez respirações no asana.
Continua após a publicidade

Publicidade