O seu celular pode se tornar uma arma contra o mosquito da dengue

É o que propõe um projeto de estudantes da Universidade Stanford, nos Estados Unidos

Por Redação Boa Forma 22 nov 2016, 16h18

Já imaginou identificar pelo celular se aquele mosquito que ronda você durante a noite é um pernilongo ou um Aedes aegypti, que transmite dengue, zika e chikungunya? Bom, no que depender de um grupo de estudantes da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, isso será possível num futuro não muito distante. É que, em um estudo recente, os jovens pesquisadores mostraram que celulares são capazes de registrar com precisão a frequência com que esses insetos batem as asas, que – acredite – é diferente entre as espécies.

E não precisa ser um smartphone de última geração para fazer esse reconhecimento. Até aparelhos simples conseguem detectar qual mosquito chato está tirando o seu sossego, como constataram os cientistas. Segundo o jornal americano The New York Times, a ideia da iniciativa é mobilizar pessoas do mundo inteiro para mandarem, via celular, o áudio de um mosquito que pousar nelas. Aí, a partir de coordenadas registradas por GPS, seria possível construir um mapa mundial da distribuição desses bichinhos.

Leia também: 5 passos para espantar o Zika

Em entrevista ao Times, Haripriya Mukundarajan – estudante de engenharia mecânica que apresentou o projeto na última conferência anual da Sociedade Americana de Medicina e Higiene Tropical – revelou que é necessário gravar menos de meio segundo do voo de um mosquito para identificá-lo. E os aparelhos móveis são capazes de fazer essa detecção até em ambientes muito barulhentos.

Vale ressaltar, contudo, que a iniciativa de Haripriya e seus colegas ainda está em fase de estudos e deve levar um tempo até que o projeto esteja amadurecido o suficiente para entrar no mercado. Por enquanto, não deixe de apostar em outras medidas já comprovadas para combater o mosquito da dengue e outros insetos inconvenientes, como o uso de repelentes e a extinção de possíveis criadouros, a exemplo daquele seu vasinho de planta que só junta água 

Continua após a publicidade
Publicidade