Tire suas dúvidas sobre bruxismo

Ranger os dentes é um hábito díficil de largar. Conheça as causas do bruxismo e saiba como contornar o problema

Veja como ranger os dentes pode prejudicar o seu sono
Foto: Thinkstock


Já reparou que nas horas de muita raiva você range literalmente os dentes? À noite, os músculos da face também se contraem, o que pode causar danos a várias estruturas da boca. Isso porque a força desses movimentos chega a ser até dez vezes maior do que a usada para mastigar. Ainda bem que o problema pode ser controlado. Os cirurgiões-dentistas Dalton Ladeira e José Todescan Júnior, de São Paulo, explicam como:

O que é bruxismo?

É o movimento involuntário dos músculos da mastigação, principalmente durante o sono. Quem tem esse distúrbio range e aperta os dentes inconscientemente. Esse atrito danifica primeiro o esmalte, tornando os dentes muito sensíveis. Nos casos mais graves, podem ocorrer problemas na gengiva e, consequentemente, a perda de dentes. O bruxismo também provoca a disfunção da articulação temporomandibular (ATM), uma desordem nos músculos que permitem abrir e fechar a boca.

Por que isso acontece?

Algumas pessoas têm um mau posicionamento dos dentes e, quando as arcadas superior e inferior não se encaixam direito, a articulação fica sobrecarregada. Resultado: a musculatura do local acaba fazendo muita força para compensar o desalinhamento. Distúrbios emocionais, provocados por stress e tensão, também são gatilhos para o aparecimento do problema.

Quais os principais sintomas?

A queixa mais comum é a dor na região da cabeça e do pescoço (que pode erradamente sugerir algum problema neurológico), além de zumbidos, dor de ouvido e estalos na articulação ao mastigar.

Como é feito o diagnóstico?

O simples exame clínico na arcada dentária basta para detectar o distúrbio, mas alguns dentistas podem pedir polissonografias (exames que avaliam o paciente dormindo) para identificar o grau de bruxismo e orientar o tratamento.

Quais tratamentos são mais eficazes?

O especialista recomenda o uso de uma placa estabilizadora para relaxar a musculatura e proteger os dentes. Também podem fazer o desgaste de alguns dentes, impedindo que continuem se encostando uns nos outros. Outra medida é colocar um aparelho ortodôntico para alinhar os dentes na posição correta e corrigir a mordida. Mas, se a causa for emocional, um tratamento psicológico é fundamental para afastar o stress, a ansiedade e outros tipos de tensão que levam à contração dos músculos da face e podem agravar o quadro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s