3 importantes benefícios da kombucha

A bebida fermentada pode beneficiar a qualidade de vida do indivíduo

Por Amanda Ventorin Atualizado em 5 Maio 2022, 09h40 - Publicado em 12 Maio 2022, 10h00

Você já ouviu falar sobre kombucha? Feito a partir da fermentação do chá-da-indía (Camellia sinensis) com uma placa gelatinosa, chamada Scoby, ele é uma simbiose de leveduras e bactérias benéficas à saúde e que transformam o líquido em uma bebida refrescante, levemente gasificada, com um aroma frugal e que fornece diversos ácidos, probióticos e nutrientes ao organismo. A “colônia de kombucha” é consistida principalmente de culturas de bactérias xylinum e de leveduras.

Apesar dos relatos do seus benefícios, cientificamente, nada é comprovado. “Não há nenhum estudo conclusivo na literatura que fale dos benefícios para seres humanos do kombucha. No entanto, estudos feitos em ratos e outros animais como cachorros relatam uma série de propriedades anti-inflamatórias e antimicrobiana, melhorando as funções gastrointestinais. Como esses estudos começaram em animais, não tem nada conclusivo para seres humanos especificamente do chá de kombucha, mas quando a gente vê todas essas funções acontecendo em animais, é muito provável que isso se repita para seres humanos”, explica Lícia D’ Ávila, nutricionista. 

3 BENEFÍCIOS DO KOMBUCHA

1

AJUDA NA SAÚDE INTESTINAL

Alimentos e bebidas fermentadas (como a kombucha) possuem alta concentração de probióticos que ajudam a manter e crescer a quantidade de boas bactérias no intestino, melhorando a digestão. Mas, além de melhorar os hábitos no banheiro, o kombucha tem sido associado a todos os tipos de bônus para a saúde, desde a melhoria do bem-estar mental até a redução do risco de desenvolver diabetes tipo 2 .

2
Continua após a publicidade

PODE EVITAR DOENÇAS

Debaixo de seu exterior efervescente, o kombucha é essencialmente chá preto ou verde – ambos conhecidos por serem fontes de antioxidantes, que podem ajudar a reduzir o risco de certas doenças crônicas.

Esses antioxidantes destroem os radicais livres (moléculas instáveis), que, em excesso, podem levar ao estresse oxidativo, resultando em danos celulares e aumentando o risco de doenças crônicas, como o câncer. Aumentar sua ingestão de antioxidantes pode ajudar a controlar os radicais livres, proteger as células do estresse oxidativo e, assim, prevenir doenças, de acordo com a Academia de Nutrição e Dietética.

 

3

REDUZ O RISCO DE DOENÇAS CARDÍACAS 

Estudos realizados em animais apontam que é possível que o kombucha possa melhorar não um, mas dois marcadores-chave de doenças cardíacas. Um estudo de 2011 em patos descobriu que o kombucha reduzia os níveis de colesterol LDL “ruim” enquanto aumentava os níveis de colesterol HDL “bom”. Já outro, realizado em 2015 em ratos teve descobertas semelhantes, levando os pesquisadores a raciocinar que esses resultados provavelmente se devem em parte ao conteúdo antioxidante do kombucha.

Além disso, o chá verde presente no kombucha pode desempenhar um papel beneficiário. Quando os radicais livres interagem com o colesterol LDL, eles alteram as propriedades físicas e químicas das coisas “ruins” – um processo conhecido como oxidação do LDL. Isso pode levar ao desenvolvimento de doenças cardíacas, como aterosclerose  (também conhecida como acúmulo de placas nas artérias). Mas a pesquisa mostra que certos antioxidantes – ou seja, as catequinas encontradas no chá verde (e, portanto, no kombucha) – podem prevenir a oxidação do LDL, que, por sua vez, protege o coração.

Continua após a publicidade

Publicidade