Cabelo: 3 atletas indicam penteados e cuidados para o treino

Dicas simples para quem quer blindar os fios do sol, do vento e do suor

Por Maria Clara Póvia (colaboradora) Atualizado em 19 mar 2018, 11h29 - Publicado em 13 mar 2018, 16h10

Não importa se você malha dentro da academia ou é fã dos esportes ao ar livre. O fato é que o suor, o sol e até o elástico usado de maneira errada acabam detonando os fios. Para driblar essas agressões, é preciso lançar mão de um arsenal completo de produtos, ter cautela na hora de prender o cabelo e manter a disciplina na rotina de cuidados.

  • Conversamos com três malhadoras convictas – com diferentes tipos de cabelo – para saber como elas mantêm os fios lindos e saudáveis.

    1. “Aproveito a hora do treino para hidratar os cachos”

    View this post on Instagram

    Sorriso real… 4km intensos de caminhada. Não corro gente. Não me faz bem e não gosto! Amo esse look fitness! Coisa fina! . . . #fitnesslover #lifestyle #bemestar #qualidadedevida #parquedoibirapuera #tatisacramento #creatorsnegros #bloggerlifestyle #modafitness #ilera

    A post shared by Tati Sacramento (@tatisacramentooficial) on

    Otimizar o tempo é um dos trunfos da jornalista e youtuber baiana Tati Sacramento, 32 anos, de São Paulo. Fã de musculação e dona de cachos abundantes, Tati sabe bem que a hidratação é essencial para mantê-los fortes e com brilho. “Uma vez por semana ou a cada 15 dias, faço umectação com óleo, enrolo um plástico filme, cubro com um turbante e vou para o treino”, conta. Superdisciplinada, Tati malha de 5 a 6 vezes por semana e nunca (nunca, mesmo!) deixa de cuidar do cabelo.

    No dia a dia, antes da academia, ela borrifa água de coco em todo o comprimento e, em seguida, aplica o óleo da mesma fruta. “Faço esse processo religiosamente para evitar o ressecamento.” Na hora de prender, a youtuber usa elásticos em forma de espiral (que não quebra os fios finos e frágeis) e amarra o cabelo todo em um coque no alto da cabeça. Dessa forma, além de espantar o calor durante o exercício, os cachos não perdem o formato e fica mais fácil estilizá-lo depois do treino. Tati lavao cabelo a cada dois dias com condicionador de limpeza e máscara, finalizando com creme para pentear e ativador de cachos. “Na minha bolsa sempre tem um pente-garfo e um umidificador, ótimos aliados para quem tem fios de curvatura 4C como os meus”.

  • 2. “A trança é a minha principal aliada”

    View this post on Instagram

    Bom diaaaaa ☀️ Cheia de novidades para hoje!! Fiquem ligados pois, ao longo do dia, irei invadir o Instagram da @memooficial para mostrar como estão os preparativos e expectativas para a meia Maratona de Paris – já batendo na porta 🏃🏼‍♀️💙 💙 #memoparis21km #gisatakescontrol #memogoestoparis

    Continua após a publicidade

    A post shared by Gisela Saback (@giselasaback) on

    Arquiteta por formação, Gisela Saback, 29 anos, tem se tornado uma das musas fitness do momento graças à sua paixão e dedicação aos esportes. A baiana radicada em São Paulo é adepta das atividades indoor, como musculação e funcional e malha todo santo dia. “Se não estou na academia, vou correr, pular corda, enfim, sempre estou me mexendo”, diz ela, que acaba de completar a maratona de Paris (a primeira competição de sua vida), realizada em março.

    Para cuidar dos fios lisos e com luzes, Gisela aposta na trança embutida. “É o penteado mais prático porque prende o cabelo todo e fica lindo!” Depois do treino, a arquiteta usa xampu sem sal, condicionador e máscara. E, uma vez por semana, faz uma hidratação profunda no salão para prevenir o ressecamento e eliminar resíduos do couro cabeludo.

    Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

    3. “Óleos vegetais são a salvação para o meu cabelo”

    View this post on Instagram

    Há pouco tempo atrás estava aqui reclamando da natação, dizendo que era um sacrifício e que um dia… UM DIA… eu iria gostar de nadar. ESSE DIA CHEGOU 🙆🏾‍♀️ E o que mudou? O tipo do treino, os horários, a metodologia, tenho mais amigos que gostam de nadar (isso ajuda demaaaissssss), mas principalmente: Eu mudei a forma como vejo a natação. Decidi que tinha que melhorar e que pra melhorar, eu precisava primeiro de gostar!!! Agora eu já te amo natação, só preciso melhorar 😂😜 #BoraLah #bonissimanoesporte #grupomaisteam #treinefive

    A post shared by 𝗟𝗮𝗿𝗶𝘀𝘀𝗮 𝗙𝗮𝗯𝗿𝗶𝗻𝗶 (@lahfabrini) on

    Se malhar dentro da academia já causa danos aos fios, imagine ao ar livre? Esse é o desafio de beleza de Larissa Fabrini, 29 anos, que treina diariamente sob as mais diversas condições climáticas. Por isso, a triatleta mineira não dispensa uma boa dose de óleo para proteger os fios, que ficam presos em trança ou coque. “Uso um produto próprio para atletas, que barra os efeitos do sol, do vento e do suor, e evita que o cabelo embarace.”

    Na falta da fórmula específica, Larissa investe em óleos à base de argan ou de coco e, uma vez por mês, faz uma hidratação caprichada. Na hora de lavar, ela usa xampu neutro, máscara hidratante no lugar do condicionador e finaliza com óleo de argan para selar as pontas.

    Continua após a publicidade
    Publicidade