Caspa no inverno: 3 passos para combater o problema

O problema causado por um fungo é mais comum quando o couro cabeludo está oleoso e a temperatura, baixa. Entenda e combata o incômodo!

Por Camila Neves (colaboradora) - Atualizado em 17 fev 2020, 15h09 - Publicado em 25 ago 2017, 17h45

A descamação do couro cabeludo é bastante desagradável — compromete o visual dos fios, deixando-os com aspecto sujo, e ainda pode provocar uma coceira quase que incontrolável. Alterações hormonais e stress são alguns dos fatores que desencadeiam o ciclo. Mas é quando a temperatura cai que o fungo chamado malassezia faz a festa!

Leia mais: Saiba por que o stress pode afetar a saúde do seu cabelo – e drible o problema

A explicação é simples: no frio, os banhos são mais quentes e os alimentos, mais gordurosos. “Essa mudança na rotina faz com que as glândulas sebáceas se dilatem, aumentando a produção e a liberação de sebo, que serve de alimento para fungos. Daí, os micro-organismos se multiplicam e fragilizam a região”, explica a dermatologista Juliana Viesi, de Curitiba (PR).

Popularmente conhecida como caspa, a dermatite seborreica incomoda entre 15 e 20% da população e não tem cura, mas pode ser regulada. “Manter o cabelo limpo, seco e hidratado é o primeiro passo para garantir aparência saudável”, indica a dermatologista carioca Helena Costa. Tome nota de outras três atitudes infalíveis para diminuir os temíveis flocos brancos.

1. Coquetel anticaspa

Xampus específicos são essenciais para o tratamento da dermatite seborreica. Na formulação, procure por ativos como ácido salicílico, que trata a descamação, zincidone, que reduz a oleosidade, e bisabolol, poderoso calmante e anti-inflamatório.

Continua após a publicidade

Leia mais: Caspa: as causas, os tratamentos e os hábitos que contribuem para agravá-la

2. Limpeza do couro cabeludo

Apesar de limpar a raiz do cabelo, o xampu não consegue eliminar todas as impurezas instaladas no couro cabeludo ao longo do dia. Quanto mais sujeira, mais oleosidade e, talvez, mais caspa. A limpeza profunda deve ser feita a cada 15 dias no salão ou em casa. Proprietária do Laces and Hair e expert em detox capilar, Cris Dios, ensina uma receita simples e eficaz para quem escolher a segunda opção: “Misture um limão espremido, 10 ml de vinagre de maçã, duas gotas de óleo essencial de alecrim e 10 ml de chá de alecrim. Deixe agir por 15 minutos e lave normalmente”.

3. Alimentação consciente

A saúde do couro cabeludo está diretamente relacionada ao que você ingere. Comuns no inverno, alimentos mais quentes e gordurosos aceleram a proliferação da caspa. “Não é preciso cortar de vez vinhos, queijos e massas pesadas —  apenas consumi-los com moderação”, ensina Juliana Viesi.

 

Continua após a publicidade
Publicidade