Como cuidar da pele negra no verão

Proteção solar e produtos que ajudam a controlar a oleosidade são essenciais para os dias mais quentes

Apesar de possuir mais melanina, a pele negra também precisa de proteção solar durante todas as estações. No verão, além de reforçar ainda mais os cuidados com o sol, também é necessário turbinar o controle da oleosidade e ficar atenta para evitar manchas. A seguir, reunimos as dicas certeiras da dermatologista Marcella Alves, da Clínica Les Peau, no Rio de Janeiro, para manter a saúde do tecido cutâneo. Confira!

 (Pexels/Pexels)

Proteção solar

A pele negra está tão exposta aos raios UVA, UVB e infravermelho como a pele branca e, por isso, também precisa ser protegida. “A melanina presente nesse tom de pele ajuda na proteção, mas não é suficiente para evitar todos os danos. O indicado é reforçar a camada protetora com um filtro solar de FPS acima de 30 e reaplicá-lo a cada três horas. O protetor deve ser usado todos os dias e não só em ocasiões como ida à praia ou piscina”, indica Marcella.

Controlar a oleosidade

A pele negra possui mais tendência a oleosidade devido a grande concentração de glândulas sebáceas e ao fato delas serem maiores, o que faz com que produzam mais sebo. No verão, a secreção de óleo é estimulada pelo calor e suor típicos da estação. Por conta disso, é necessário redobrar a atenção aos cuidados faciais para controlar esse excesso de brilho na face.

“O indicado é lavar o rosto com um sabonete específico para a pele oleosa duas vezes ao dia, uma pela manhã e outra à noite. O produto pode contar com ácido salicílico ou glicólico para potencializar o controle da secreção. Um hidratante para a face com textura em gel e filtro solar de toque seco também são ideais para diminuir o óleo facial. A esfoliação pode ser feita a cada quinze dias para retirar as células mortas e ajudar a evitar cravos e espinhas”, recomenda a dermatologista.

Cuidados com as manchas

“As manchas podem ser encontradas em qualquer pessoa, mas a pele negra é a que mais sofre com o problema. A alta concentração de melanina (proteína capaz de escurecer o tom do tecido cutâneo e fazer uma hiperpigmentação amarronzada em qualquer área do corpo) é a responsável por essa facilidade no aparecimento de manchas”, explica Marcella.

O rosto é uma das regiões do corpo que mais fica exposta aos raios solares e acaba sendo a mais predisposta à manchas. A melhor forma de prevenir essa situação é utilizar filtro solar sempre, independente da estação do ano.

Para retirar as manchas que já ocorreram, é possível aplicar produtos de uso tópico indicados pelo dermatologista ou fazer procedimentos mais invasivos. O peeling químico, que utiliza ácido para descamar a pele e renová-la, e o laser, que elimina com um flash de luz o excesso de melanina nas áreas manchadas, são alguns desses tratamentos intensos. Porém, nem sempre esses cuidados são aconselhados a serem feitos no verão, pois deixam a face mais sensível ao sol e a recuperação deve acontecer com a mínima exposição a ele.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s