Como resolver os problemas mais comuns de quem tem cabelo fino

Aprenda a driblar queixas comuns como quebra nas pontas, oleosidade na raiz, falta de volume…

Por Camila Neves (colaboradora) 18 jan 2018, 18h25

Ter cabelo fino pode dar um belo trabalho: o fio costuma ficar engordurado em tempo recorde (o que exige lavagens quase diárias), quebra com facilidade (aumentando a possibilidade de frizz) e tem dificuldade para segurar cachos feitos com modelador e penteados por longos períodos.

  • Mas, calma, nem tudo está perdido! O fio frágil precisa apenas de alguns cuidados especiais que começam no banho. “O primeiro passo para a saúde do cabelo é ser delicada durante a lavagem, evitando a tração excessiva — principalmente ao desembaraçá-lo”, diz o dermatologista Luann Lôbo, de Brasília.

  • Usar o mínimo de condicionador possível é o segredo para não detonar o cabelo durante a escovação e mantê-lo leve na medida. “Evite xampus muito cremosos (prefira os mais detergentes no couro cabeludo) e hidratação excessiva, pois pesa as hastes e reduz o volume”, ensina ele.

    A dica é também compartilhada pelo hair stylist Robin Garcia, de São Paulo, que gosta de usar dois tipos de produto ao mesmo tempo: um transparente na raiz e outro hidratante nas pontas. Vale até lavar de cabeça para baixo para a parte cremosa não chegar próximo à raiz. Aposte ainda em um xampu antirresíduo a cada quinze dias a fim de trazer mais volume.

    Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

    Já na hora do corte, todo o cuidado é pouco. Os detalhes — tanto bons quanto ruins — ficam superevidentes no cabelo fino. Então, opte por um bom cabeleireiro e leve referências antes de tomar sua decisão. Dica de expert: nesse caso, comprimentos curtos a médios dão melhor resultado que longos, que podem pesar.

    Continua após a publicidade
    Publicidade