O mandamento número 1 para um cabelo saudável após o banho de mar

Você não quer que o fim de semana na praia se torne um pesadelo na segunda-feira, né?

Por Camila Neves (colaboradora) 2 fev 2018, 14h34

Atenção, sereias do nosso Brasil: não é ok ficar com água e sal no cabelo o dia inteiro! Esse é o primeiro e mais importante mandamento quando o assunto é cuidar dos fios na praia. “O sal e o iodo presentes no mar trazem sérios danos à estrutura capilar, fazendo com que a quantidade de proteínas presentes na haste sofra alteração”, afirma a dermatologista Thais Pepe, de São Paulo. Como resultado, o cabelo pode mudar de cor, ficar mais fino e apresentar fraturas e microfraturas visíveis. Lição de casa: tome uma ducha logo após o mergulho (ou lave a cabeça com água mineral) para evitar o ressecamento.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

Mas nada de deixar o cabelo encharcado por longos períodos, muito menos se for tirar aquele cochilo na canga. “Os fios úmidos ficam frágeis e quebram mais em contato com o tecido. Além disso, dormir com cabelo molhado favorece o aparecimento da caspa e acelera a queda capilar”, diz a médica.

CUIDADOS COM O CABELO EM CASA

Para garantir brilho e maciez, vá de hidratação de uma a duas vezes na semana. “Opte por produtos formulados com manteiga de karité, ceramidas, silicones ou óleos, como o de argan e de coco”, indica a dermatologista Renata Marques, do Rio de Janeiro.

A prevenção deve ser ainda mais intensificada por quem já se submeteu a processos químicos, já que “escova progressiva, balaiagem e tinturas em geral provocam danos à estrutura capilar (deixando-a mais frágil) e, por isso, devem ser evitadas durante o período em que estiver na praia”, fala a especialista. Antes e depois de pisar na areia, invista em produtos com filtro solar e cremes específicos para situações de mar e piscina, pois protegem e evitam danos muitas vezes irreversíveis – do tipo que só a tesoura resolve.

Continua após a publicidade

Publicidade