Continua após publicidade

Conheça as principais causas de espinhas nas costas

Dermatologista revela cuidados essenciais para evitar espinhas nas costas. Saiba mais!

Por Juliany Rodrigues
10 jul 2024, 14h00

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, as espinhas não afetam somente o rosto. Elas também podem aparecer em outras partes do corpo, especialmente naquelas mais oleosas, como os ombros e as costas.

“As espinhas não são nada além do que lesões cutâneas, causadas por inflamações dos folículos, que são geradas por poros bloqueados”, explica a Dra. Fátima Tubini, dermatologista.

Quando não tratadas, as acnes podem provocar manchas escuras e até mesmo cicatrizes no local. Para prevenir isso, um dos cuidados mais importantes é nunca tentar espremer a lesão.

“O ideal é sempre realizar a limpeza correta da região e aplicar produtos indicados por especialistas“, fala.

Segundo a médica, o tratamento é determinado de acordo com o tipo da acne e as características individuais de cada pele. “Pode ser feito por meio de medicamentos orais ou ácidos tópicos”, conta.

Continua após a publicidade

A seguir, a Dra. Fátima revela o que causa espinhas nas costas e como evitá-las. Confira!

O que causa espinhas nas costas?

1

Alterações hormonais

Durante a puberdade, menstruação, gravidez e o uso de anticoncepcionais, o organismo enfrenta uma série de mudanças hormonais que podem estimular ainda mais a produção de sebo, favorecendo a obstrução dos poros e a aparecimento das espinhas.

2
Continua após a publicidade

Produtos para cabelo

Produtos como condicionadores, máscaras de tratamentos e óleos capilares podem acabar entrando em contato com a pele das costas, piorando a oleosidade e obstruindo os poros.

A médica afirma que ingredientes como silicones e óleos pesados são os mais propensos a causar esse problema.

3

Suor excessivo

O suor pode contribuir para a obstrução dos poros, misturando-se com bactérias e células mortas da pele.

Continua após a publicidade
4

Atrito

Mochilas, roupas apertadas e equipamentos esportivos podem gerar um atrito na pele, desencadeando inflamações nos folículos pilosos e aumentando o risco de espinhas nas costas.

5

 

Estresse e ansiedade

O estresse e a ansiedade podem estimular a produção de cortisol, um hormônio que pode impactar negativamente e a saúde da pele, agravando a oleosidade, favorecendo o envelhecimento precoce e colaborando para a inflamação cutânea.

6

 

Produtos para pele

Alguns produtos para pele podem obstruir os poros e propiciar o surgimento de acne. Por isso, ao escolher os seus cosméticos, certifique-se de que eles sejam livres de ingredientes comedogênicos (óleo mineral, óleo de coco e certos tipos de silicone, por exemplo).

Continua após a publicidade

Como evitar espinhas nas costas?

Para evitar espinhas nas costas, é fundamental manter a região limpa e seca, especialmente após a prática de atividades físicas.

“Depois do treino, tome um banho o mais rápido possível para remover o excesso de suor e sujeiras”, orienta a dermatologista.

Além disso, não é recomendado arrancar ou espremer as acnes, pois esse hábito pode intensificar ainda mais o problema e contribuir para a formação de manchas e cicatrizes.

“Lembre-se também de lavar sempre os sutiãs após o uso, trocar as fronhas, lençóis e toalhas frequentemente, não colocar roupas e acessórios apertados nas costas e evitar cosméticos à base de óleo“, acrescenta Tubini.

Continua após a publicidade

Por fim, vale destacar que, para obter um tratamento eficaz e seguro, é fundamental contar com a ajuda de um profissional dermatológico.

Publicidade