5 motivos pra incluir o gengibre na sua bebida

A raiz é uma verdadeira caixinha de primeiros socorros, de tantas propriedades terapêuticas que tem! Descubra os benefícios e veja como incluir essa iguaria no cardápio

Além de versátil (você pode incluir no suco, nas refeições ou no chá), o gengibre ainda oferece inúmeros benefícios ao organismo, como queimar gorduras, proteger contra resfriados e até melhorar a disposição. Ficou curiosa? Nós revelamos algumas razões para você incluir já o alimento na dieta:

1. Acelera o metabolismo
O gengibre, assim como a pimenta, a canela e a mostarda, é uma substância termogênica. Por isso, eleva a temperatura do corpo, acelera o metabolismo e, assim, queima as gordurinhas mais rápido. Em pó ou ralado, ele acelera em até 20% o gasto calórico. E mais: as suas substâncias anti-inflamatórias ainda combatem a celulite.

2. Protege contra doenças
A raiz estimula a atividade dos leucócitos, que são nossas células de defesa, e modula a produção de substâncias inflamatórias que desencadeiam doenças, graças à presença das vitaminas C e B6. Dois estudos americanos recentes mostraram ainda que o gengibre possui a capacidade de inibir o crescimento de células cancerosas no intestino e no ovário.

3. O intestino funciona melhor
Duas as substâncias são responsáveis pela ação termogênica dessa raiz: gingerol e sogaol. Com isso, ela impede a formação de gases e também pode ser consumida por mulheres gestantes para combater o enjoo. 

4. Acaba com a famosa dor de cabeça
Esqueça a farmácia. O remédio para sua dor de cabeça está na cozinha e a receita é simples: 1 colher (chá) de gengibre em pó dissolvido em 1 copo (200 ml) de água de coco. O alívio é imediato. “Anti-histamínico e anti-inflamatório, o gengibre diminui a dor e combate a inflamação”, garante a nutricionista Márcia Daskal, da Recomendo Consultoria em Nutrição, em São Paulo. Já a água de coco hidrata, evitando que a falta de líquido no organismo agrave a dor.

5. É um poderoso afrodisíaco
Quando o assunto é o que comer para transar mais e melhor, deixe os mitos de lado. Afinal, não há comprovação científica de que qualquer alimento atue diretamente no desejo sexual. Mas o fato é que alguns afetam os hormônios, a contração muscular ou o fluxo sanguíneo, aspectos que podem contribuir para mais disposição e melhor desempenho na hora H. O gengibre e ginseng, por exemplo, estimulam a produção de neurotransmissores que atuam diretamente no impulso sexual, como a noradrenalina.

Como usar: fresco (ralado, espremido ou em pedaço), no gelinho e em pó, no molho para salada, no refogado de legumes, na água, no suco e no chá.

Quanto consumir: 1 pedaço (5 centímetros) ou 1 colher de chá da versão em pó, 1 vez por dia.

Confira, abaixo, o passo a passo do gelinho de gengibre – pode ser usado no suco verde ou na água para dar um gostinho:

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Minha preferência é pelo chá. Na infusão parece que o aroma dele se solta mais. E acompanha bem em algumas receitas de chá que tenho visto aqui. Essa idéia do gelinho fica bem legal pra um suco. Vou tentar depois.

    Curtir